22.8 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 17, 2022

Secretaria de Saúde adota sistema com médico regulador

A Secretaria Municipal de Saúde adotou novo sistema em Castilho para agilizar os atendimentos. Implantado há dois meses, a figura do Médico Regulador tem como principal função analisar o pós consulta e priorizar os exames ou cirurgias para pacientes conforme suas gravidades.

Para fazer essa análise, a secretária de Saúde, Janini Nascimento, nomeou o médico Marcelo Herreros que já atua como clínico geral no CIS. “Nada melhor que um médico para avaliar a urgência de cada caso”, explicou Janini.

De acordo com o médico regulador, a maior demanda no momento são pedidos para oftalmo e neurocirurgião. “O maior problema é que sempre temos muitos pacientes e pouquíssimas vagas”, diz o médico. E para agravar ainda mais essa situação, o médico reclama dos pacientes que faltam a uma das consultas já agendadas e ocasiona prejuízos para o município.

Quanto aos critérios para selecionar a ordem de atendimento, doutor Herreros observa a gravidade individual dos pacientes. “Mas crianças e idosos sempre tem preferência. Isso não significa que os outros não terão acesso ao atendimento. Todos terão, mas devem saber que os casos urgentes vão passar na frente”, explicou.

Antes da implantação do serviço de médico regulador, as consultas e cirurgias externas eram atendidas pela ordem de chegada. Esse procedimento sobrecarregava a sala do agendamento e ainda contribuía para formação de longas filas. Muitas pessoas madrugavam na porta do CIS o que já não ocorre mais.

Uma das funcionárias da ala de agendamento, Lúcia Bevilacqua, diz ter aprovado o novo sistema. Ela cuida especificamente da agenda de consultas via Ciensp e confessa que os trabalhos têm fluído bem mais. “Nosso trabalho agora está a todo vapor”, comemora. Lúcia também tem atuado em uma outra frente para reduzir o número de pacientes que faltam as consultas. “Faço de 60 a 70 ligações por dia avisando as pessoas sobre os exames e confirmando se vão mesmo. Ainda assim, mesmo confirmando, tem gente que falta”, lamenta a funcionária.

“Aos poucos vamos especializando nosso atendimento até chegar a saúde de qualidade que desejamos”, finalizou a secretária Janini.

Da Redação

Ultimas Noticias