Home Cidades Queimada já dura mais de 48 horas em Castilho

Queimada já dura mais de 48 horas em Castilho

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

Um incêndio de grandes proporções atinge uma vasta área de preservação ambiental em Castilho, na região de Araçatuba. O combate às chamas já dura, pelo menos, 48 horas e ainda estava fora de controle até o fechamento desta reportagem. Diversas equipes dos Bombeiros, de usinas sucroalcooleiras, de brigadas e até mesmo do helicóptero Águia tentavam apagar os diversos focos de incêndio.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o fogo começou durante a noite da última segunda-feira (26). Por conta do tempo seco e do vento, as chamas se propagaram com rapidez. Durante a manhã de terça, as primeiras equipes do Corpo de Bombeiros chegaram até a localidade e iniciaram o combate.

A grande dificuldade encontrada é que trata-se de uma área de difícil acesso. As viaturas não conseguem adentrar a mata e, em alguns pontos, nem mesmo os combatentes, já que o mato é muito alto e existem terrenos com buracos e outros com brejos. Por esse motivo, a utilização do helicóptero Águia tem sido primordial nessas localidades.

Em todas essas horas de incêndio, uma área de 14 mil hectares já foi totalmente consumida pelo fogo. Existia a grande preocupação de que as chamas chegassem até o Parque Estadual do Aguapeí, mas a direção do vento mudou ao longo da madrugada e da manhã de quarta-feira.

A reportagem apurou que o Corpo de Bombeiros realizou um pedido, junto à Defesa Civil de São Paulo, para a liberação de um avião a fim de auxiliar no combate. Até agora ainda não houve a resposta das autoridades.

ANIMAIS MORTOS

Enquanto isso, vários animais já morreram com a grande queimada, como cobras e tatus. Outros animais e aves foram flagrados fugindo da chegada do fogo. Por meio de uma nota, a Cesp (Companhia Energética de São Paulo), responsável pela área de preservação ambiental, informou que que apura o que teria causado a queimada. As equipes também prestam apoio nos trabalhos.


Compartilhe esta notícia!