Mais dois funcionários de usina morrem no combate a incêndios

Compartilhe esta notícia!

A ocorrência de incêndios em canaviais e pastagens têm causando muita muitos problemas na região. Em três dias, cinco trabalhadores morreram no combate às chamas. Na sexta-feira, incêndio em Santo Antônio do Aracanguá resultou na morte de três trabalhadores. No domingo (3), mais dois trabalhadores morreram nas mesmas circunstâncias, mas dessa vez foi em Lins.

De acordo com nota divulgada pela Usina Lins, no domingo as equipes de brigada de incêndio foram acionadas para combater incêndio que atingiu propriedades. A primeira vítima foi o motorista Luciano Borba Pereira, 38 anos, que dirigia um caminhão-pipa para abastecer outros veículos. Ele foi cercado pelo fogo e não resistiu aos ferimentos. Depois sentiram falta do líder de equipe Adriano Valmir dos Santos Rodrigues, 37 anos. O seu corpo foi encontrado próximo à área destruída pelo fogo. O carro usado pela vítima também foi atingido pelas chamas.

A reportagem apurou que o motorista Luciano Borba Pereira estava sozinho no caminhão e ao retornar para encher o tanque de água, devido à fumaça acabou se perdendo e entrou em uma mata, quando foi cercado pelo fogo. Para escapar das chamas, ele entrou no tanque de água, onde foi encontrado. Mas mesmo assim não resistiu e morreu.

Já o líder de equipe Adriano Valmir dos Santos Rodrigues, que estava em um Uno, foi encontrado a 50 metros do veículo. Próximo do veículo foram encontrados documentos. A dedução é que ao ser cercado pelas chamas, o líder de equipe tentou escapar a pé, mas não conseguiu.

Em nota, a direção da Usina Lins lamentou o ocorrido. “A empresa lamenta profundamente as perdas ocorridas e continua prestando todo auxílio necessário às famílias das vítimas, bem como contribui com o trabalho das autoridades locais na investigação das causas deste trágico episódio”, conclui a nota

ARACANGUÁ

Na sexta-feira três trabalhadores morreram em circunstâncias semelhantes. No acidente morreram o funcionário da fazenda, Genival Miguel de Melo, 63 anos e dois funcionários da usina, Vandeilson da Conceição Santos, 32 anos e Gilson Marques de Souza, 545 anos.

Os três e outros trabalhadores atuavam no combate a incêndio. O fogo já tinha sido debelado, mas devido aos ventos, houve reignição e eles foram cercados e morreram. Outras vítimas foram levadas para hospitais de Auriflama e Araçatuba.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Speed Park conclui mais uma edição da escolinha de kart

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BIRIGUI A escolinha de kart é um projeto gratuito, realizado …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *