PREOCUPAÇÃO - Prefeito João Pandolfi faz o pronunciamento ao lado de Mariana Batelochi

Ao chegar a 100 mortes, prefeito conclama a população a reforçar os cuidados

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – LINS

No dia em que Lins atingiu a triste marca de 100 óbitos pela covid-19, o prefeito João Pandolfi fez um pronunciamento ao lado da diretora da Vigilância Epidemiológica, a enfermeira Mariana Batelochi. O prefeito expressou a sua tristeza pela marca alcançada e citou que o município, apenas na segunda-feira, teve mais 87 casos positivos confirmados. Pandolfi conclamou a população a reforçar os cuidados, como isolamento social e uso de máscara. “A escalada continua. Esse pico parece não ter fim. Não desce mais. Só sobe. Isso nos preocupa muito. Viemos reforçar a necessidade do uso de máscara, distanciamento social, álcool gel”, disse o prefeito.

Segundo o prefeito linense, esses cuidados são muito importantes para estancar essa crise que é muito grave. “E não apenas em Lins, estamos aqui repercutindo o problema local, mas no Brasil estamos à beira de um colapso. Muito pesar e meus sentimentos às 100 famílias que perderam seus entes queridos”.

De acordo com o prefeito, Lins tem atuado com rapidez na vacinação e só não fez mais porque falta o imunizante. Pandolfi explicou que op município depende das vacinas enviadas pela Secretaria de Estado da Saúde. Segundo ele, mesmo com a falta das vacinas, Lins atingiu a marca de 8% da população imunizada. “É pouco. Precisamos vacinar mais e mais rápido. Mas enquanto tiver esse conta-gota, não tem como. Isso não depende da gente”, acrescentou o prefeito.

No pronunciamento, o prefeito linense conclamou as pessoas que estiverem na faixa autorizada, que procurem os postos de vacinação. O município já está vacinando de 80 a 84 anos e vai começar na quarta-feira (3), a faixa de 77 a 79 anos. “Não deixe de vacinar. Leve seu pai, leve seu avô para vacinar”, enfatizou

A diretora da Vigilância Epidemiológica, enfermeira Mariana Batelochi, disse que o município tem um plano de ação e que a orientação é no sentido de disponibilizar a vacina logo após a chegada para agilizar o trabalho de vacinação. A diretora falou sobre a necessidade de agendamento para a vacinação no sistema drive-thru para evitar aglomeração. O município já registrou 6.171 casos positivos de covid.

O secretário da Saúde, doutor Orrélio Rocha, falou da necessidade de ações rápidas, principalmente na questão da vacina.

 

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Vigilância define calendário de vacinação

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – LINS Durante o mês de abril outros grupos prioritários irão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *