14.7 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 10, 2022

Edson Gomes completa 6 meses preso e deve pedir novo afastamento

O prefeito licenciado de Ilha Solteira (SP), Edson Gomes (PP), completou nesta semana seis meses de prisão preventiva no Centro de Ressocialização de Araçatuba (SP). No dia 11 de outubro também termina o afastamento de seis meses aprovado pela Câmara Municipal. A expectativa é que Edson Gomes envie um novo pedido de afastamento, desta vez de 12 meses, para ser votado nas sessões ordinárias do dia 2 ou do dia 9. Sem esse afastamento, Edson Gomes pode perder o cargo de prefeito.

Edson Gomes permaneceu quatro meses foragido, de 29 de novembro de 2016 a 28 de março deste ano, quando se entregou à polícia para tomar posse. Preso, o prefeito de Ilha Solteira foi encaminhado a Araçatuba.

Em 10 de abril, o Legislativo aprovou o pedido de afastamento “por motivo de força maior” do prefeito Edson Gomes. Após isso, foram várias derrotas no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e até no Supremo Tribunal Federal (STF).

No dia 27 de junho, Edson Gomes participou de uma audiência no Fórum de Ilha Solteira, onde foi visto sem barba, magro e, aparentemente, com uniforme do sistema prisional.
A expectativa era grande pela liberdade do prefeito com o julgamento de dois habeas corpus pelo STJ, no último dia 12. Porém, um pedido de vista adiou o julgamento e agora não tem data para ocorrer.

Aliados acreditam que o prefeito Edson Gomes não terá dificuldades em conseguir aprovação para o novo afastamento. Enquanto isso, o filho e vice-prefeito Otávio Gomes (DEM) vai comandando a cidade e tem agradado inclusive integrantes da oposição.

PRISÃO PREVENTIVA
Edson Gomes teve a prisão preventiva decretada, juntamente com o ex-diretor municipal de Cultura, Nilson Nantes, e o empresário Uesley Severo, após interceptação telefônica com autorização da justiça revelar que estariam tentando atrapalhar as investigações sobre supostas irregularidades na contratação de shows para a Fapic 2010. Edson Gomes também teve prisão preventiva decretada no caso da compra de EPI’s. (Hoje Mais Ilha Solteira)

Da Redação

Ultimas Noticias