27.1 C
Araçatuba
segunda-feira, junho 27, 2022

Tarcísio Freitas crê em polarização na disputa pelo governo e diz que Lula e Alckmin “deveriam estar aposentados”

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O pré-candidato ao governo do estado de São Paulo, Tarcisio Gomes de Freitas (Republicanos), que foi ministro da infraestrutura do atual governo Jair Bolsonaro, lamentou a formação da chapa Lula-Alckmin e afirmou que eles “deveriam estar aposentados”. 

A afirmação foi dada em entrevista exclusiva do ex-ministro ao jornal O LIBERAL REGIONAL e às rádios Clube FM e Jovem Pan FM Araçatuba, durante o evento “São Paulo: A locomotiva da economia do Brasil”, ocorrido na última sexta-feira no salão de eventos do SINBI, o Sindicato da Indústria e do Calçado de Birigui. 

Para o pré-candidato, estes nomes representam o passado da política e não estão preparados para os desafios do novo mundo. 

“Acho lamentável esses caras estarem aí concorrendo, primeiro porque eles sintetizam o que tem de mais atrasado. Eles são a marca, a estampa do atraso, são pessoas superadas, deviam estar aposentados. Então, eu acho que eles já não estão aptos aos desafios do novo mundo, um novo momento, o mundo mudou muito e os desafios são completamente diferentes do que eram um tempo atrás. Naquele tempo nós perdemos oportunidades e eu acho que agora a gente tem que mostrar o quanto superado eles estão e seguir em frente”, disse Freitas.

Tarcísio acredita que a polarização existente na pré-campanha presidencial também irá acontecer no cenário estadual, motivo pelo qual acredita na força de sua candidatura ao Palácio dos Bandeirantes. 

“Acho que é uma tendência aqui de repetição do cenário nacional. Acho que a mesma polarização que vai acontecer no âmbito da disputa à presidência vai acontecer aqui em São Paulo. Neste ponto a gente vai se preparar para apresentar o melhor projeto, para trazer o maior número de apoios”, disse.

Apoio de Bolsonaro 

O ex-ministro confia no apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) para quebrar a sequência de governos tucanos em São Paulo. O PSDB, junto com composição de chapas, governa o estado desde 1º de janeiro de 1995. Ele também aposta na importância do alinhamento entre governos federal e estadual, o que não tem ocorrido nos últimos anos.

“A gente vê que há uma fadiga, um cansaço com o PSDB, há um esgotamento de um modelo, já são 28 anos no poder. Presidente Bolsonaro é um presidente que tem muita força. No final das contas, o alinhamento do governo estadual com o governo federal é muito importante para que a gente possa aproveitar sinergias, compartilhar dados, informações, promover o desenvolvimento. Acho que esse desalinhamento tem custado muito caro para o estado e a gente tem boa perspectiva de mudar esse cenário”, afirmou.

Como ex-integrante do governo Bolsonaro, tendo ficado desde o início do mandato até o final de março, quando deixou o posto de Ministro da Infraestrutura para ser candidato nas eleições deste ano, Tarcísio de Freitas defendeu as ações de Bolsonaro durante a pandemia e afirma que o país se desenvolveu mesmo em um cenário complicado.

“Eu acho que essa é a grande virtude do presidente Bolsonaro, de ter conduzido o Brasil em um cenário adverso, aprovando reformas estruturais, implantando crescimento. É importante que essa história seja contada”, afirmou. “O governo Bolsonaro é um governo que, primeiro, venceu a chaga da corrupção, que era uma coisa muito importante, promoveu esse rompimento; levou técnicos às posições de destaque; enfrentou crises muito severas e superou e espantou essas crises, e conseguiu superar essas crises aprovando reformas para o mercado. É o governo que está, apesar disso tudo, promovendo crescimento econômico, o Brasil cresceu agora no primeiro tri (trimestre), e observe que a gente vem constantemente desfazendo previsões pessimistas que vem de todos os lados”, seguiu. 

Região de Araçatuba

O pré-candidato Tarcísio de Freitas disse acreditar no potencial da região de Araçatuba e quer apresentar caminhos para o maior desenvolvimento dos municípios da região.

“É uma região muito importante, é uma região com muito potencial e o que a gente vai procurar mostrar é que existem oportunidades aqui que podem ser aproveitadas e essa região pode se desenvolver muito mais se a gente der os estímulos corretos e mexer as alavancas corretas”, disse. 

 

 

Ultimas Noticias