AÇÃO - Equipes trabalham continuamente no recinto para manter a limpeza

Speed Park e Arenop firmaram parceria durante o Brasileiro de Kart Pro Honda

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

] O Speed Park – Kartódromo Internacional de Birigui e a Arenop (Associação dos Recicladores do Noroeste Paulista) fizeram uma parceria durante o Campeonato Brasileiro de Kart Pro Honda, que começou dia 7 e segue até 19 de dezembro, em Birigui.

Com foco na sustentabilidade, o Speed Park procura realizar seus eventos visando preservar o meio ambiente, buscando o equilíbrio entre a disponibilidade dos recursos naturais e a exploração deles por parte da sociedade.

A ação é, muito provável, inédita em kartódromos do Brasil. A informação é da assessoria de imprensa da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), responsável pela organização do Brasileiro.

Além da CBA, o Brasileiro de Kart 2020 é organizado pelo Speed Motor Clube e Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP). O evento tem patrocínio da Sabesp e da Pirelli.

A competição nacional está sendo disputada em duas fases: a primeira de 7 a 12 de dezembro e a segunda entre 14 e 19 do mesmo mês. Durante todos esses dias os membros da associação estarão recolhendo os descartes feitos no Kartódromo Internacional de Birigui.

Os organizadores do evento estão seguindo rigorosamente as regras e decretos sanitários de enfrentamento ao coronavírus.

“Quando promovemos eventos no Speed Park nos preocupamos em equilibrar a preservação do meio ambiente e o que ele pode oferecer em consonância com a qualidade de vida da população”, comentou o acionista do Speed Park, Ricardo Gracia.

Segundo Gracia, a parceria com a Associação dos Recicladores nos faz refletir de como a sociedade vem explorando e usando os recursos naturais, pensando em alternativas de preservá-lo evitando, assim, que esses recursos esgotem-se na natureza.

 

RECOLHIMENTO

A parceria consiste em uma ação simples: todos os descartes feitos nas lixeiras espalhadas pelo Speed Park são recolhidos pelos membros da Arenop.

Uniformizados, com identificação visível, após a coleta um saco de lixo limpo é colocado no latão. Os sacos para descartes passam por triagem: o lixo comum (o que é úmido) vai para o aterro sanitário e o chamado lixo seco (o que é reciclável) segue sua destinação para retornar ao consumidor.

Garrafas plásticas, copos, latas (bebidas em geral), pneus, entre outros são exemplos do que é descartado e que pode ser reciclado.

RECICLAR – O lixo reciclável é separado para comercialização, beneficiando os membros da associação e a natureza

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Hospitais vão suspender cirurgias eletivas com fase vermelha

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Como forma de priorizar os atendimentos para pacientes com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *