Home Cidades Araçatuba Situação de emergência na saúde pública

Situação de emergência na saúde pública

8 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

Araçatuba está com a saúde pública em situação de emergência em decorrência da pandemia de coronavírus. Decreto com a medida foi publicado neste sábado pelo prefeito Dilador Borges (PSDB).
Com essa determinação, fica imposta a realização compulsória de exames médicos, testes laboratoriais, coleta de amostras clínicas, vacinação e outras medidas profiláticas e tratamentos médicos específicos.
O decreto permite ainda a contratação por prazo determinado de funcionários para atendimento de necessidade temporária em caso de “excepcional interesse público”.
O documento reforça medidas anteriormente já anunciadas no decorrer da semana, como a suspensão de eventos públicos e privados; visitação em hospitais a pacientes internados; atividades em feiras; e toda a programação em cinemas, clubes, academias, clínicas e centros de estética, instituto de beleza, boates, casas noturnas, pubs, teatros, casas de espetáculos, museus, centros culturais e bibliotecas. Até mesmo atividades de saúde bucal/odontológica, pública e priva, não poderão ser realizada. A exceção será para aquelas ligadas a urgência e emergência.
A decisão só não atinge estabelecimentos médicos, farmacêuticos, psicológicos, laboratórios de análises clínicas, clínicas de fisioterapia, clínicas de vacinação, distribuidoras e revendedoras de gás e água, revendedores de material de construção, postos de combustíveis, serviço de entrega em domicílio, hipermercados e congêneres.
ESTABELECIMENTOS GASTRONÔMICOS
O novo texto com regras de prevenção contra o coronavírus, desta vez, impõe obrigações a restaurantes, bares e lanchonetes. Esses estabelecimentos deverão higienizar, após cada uso, qualquer superfície de toque, como cadeiras, mesas, cardápios e bancadas. Da mesma forma, a cada três horas, durante o período de funcionamento, promover a limpeza de pisos, banheiros e paredes. O decreto obriga também a disponibilização de álcool em gel na entrada do estabelecimento, máscara facial nos serviços que trabalham com buffet, a manutenção de locais de circulação e áreas comuns com sistemas de ares-condicionados limpos, kit completo de higienização de mãos e talheres devidamente higienizados e devidamente individualizados.

O novo regramento obriga esses espaços a diminuir o número de mesas a fim de aumentar a separação entre as mesas, reduzindo a quantidade de pessoas no local, e a utilização de senhas ou outro sistema eficaz para evitar aglomeração de gente,
O comércio também passa a ter normas definidas de funcionamento nesse período
VELÓRIOS
Com as normas divulgadas nessa sexta-feira, velórios passam a ter limite de pessoas e horário de funcionamento. Será permitida a presença de até dez pessoas por sala, enquanto os funerais deverão ocorrer entre 7h e 19h. Caso não haja sepultamentos até as 17h, os velórios deverão ser fechados e reabertos somente no dia seguinte.
CRECHES
Com as creches, que estavam funcionando ao longo da semana, a suspensão das atividades está determinada a partir deste sábado. Entre as últimas disposições do decreto, Dilador recomenda aos seus secretários municipais a adoção do teletrabalho em casos de emergência para servidoras gestantes e lactantes e funcionários com mais de 60 anos de idade, exceto os profissionais da saúde, segurança municipal e assistência social.
ACADEMIAS
Também nessa sexta-feira, ficou definido que todas as academias de Araçatuba ficarão com suas atividades suspensas a partir de segunda-feira, dia 23. Durante o dia, o prefeito Dilador Borges chegou a se reunir com proprietários desses estabelecimentos e chegaram a um entendimento.

 

Município tem 56 casos suspeitos

Novo boletim sobre a situação do coronavírus, divulgado ontem pela Prefeitura de Araçatuba, mostra que a cidade tem, hoje, 56 casos suspeitos da doença, todos à espera do resultado de exames para a confirmação.
Do total suspeito, quatro se encontram internados em unidades de saúde. Os outros 52 casos suspeitos foram orientados ao isolamento social.
A maioria dos casos teve o início da manifestação dos sintomas entre 28 de fevereiro e a última quinta-feira.
A maior parte das pessoas ameaçadas de contágio teve contato com homens ou mulheres que podem ter adquirido o vírus no exterior ou em outras cidades brasileiras fora do Estado.

 


Compartilhe esta notícia!