CONHECER - Equipe de Auriflama fez visitar técnica para saber como funciona a unidade de fisioterapia respiratória

Serviço de fisioterapia respiratória do pronto-socorro vira exemplo para hospital da região

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO -BIRIGUI

Uma comitiva da Santa Casa de Auriflama esteve nesta semana no Pronto Socorro Municipal de Birigui para conhecer o serviço de fisioterapia respiratória, implantado em março na unidade para auxiliar no tratamento e recuperação dos pacientes internados com covid-19.

Duas enfermeiras e duas fisioterapeutas do hospital foram recebidas no pronto-socorro pela secretária municipal de Saúde, Cássia Rita Santana Celestino, pelo diretor do Pronto Socorro Municipal, Erikson Camilo Conceição, e pela coordenadora de fisioterapia da unidade, Natalia Dionísio.

“A Santa Casa de Auriflama soube do nosso trabalho e enviou quatro profissionais com o objetivo de conhecer o projeto e colher informações para implantação do serviço no hospital. O nosso atendimento de fisioterapia está sendo exemplo”, disse o diretor do pronto-socorro.

A fisioterapia respiratória foi implantada pela gestão do prefeito Leandro Maffeis para auxiliar na reabilitação de pacientes com covid-19 que estão internados no pronto-socorro e apresentam dificuldade de respirar ou falta de ar, necessitando do uso de máscara de oxigênio ou ventilação mecânica.

Em abril, foram realizadas 479 intervenções, dentre elas, 51 ventilações mecânicas, 48 ventilações não invasivas, 25 titulações para readequação de oxigenioterapia. Houve também 112 desmames de oxigênio, ou seja, pessoas que recuperam a capacidade de respirar sem ajuda de aparelho, contribuindo para melhoria do quadro clínico e alta médica.

 

REABILITAÇÃO

A covid-19 ataca os pulmões e outros sistemas do organismo, sendo a falta de ar um dos principais sintomas graves da doença. O serviço no Pronto Socorro é prestado 18 horas por dia, nos sete dias da semana, sendo a equipe composta por sete fisioterapeutas. O principal objetivo é salvar vidas.

Durante a fisioterapia são realizados exercícios para restabelecer a função pulmonar comprometida pela infecção da covid-19. O objetivo é liberar as vias respiratórias das secreções, melhorar a oxigenação do sangue, aumentar a capacidade pulmonar e prevenir complicações pulmonares.

“A fisioterapia atua para que o paciente deixe de fazer uso do oxigênio e para melhoria do quadro de insuficiência respiratória. No caso das pessoas que usam a ventilação mecânica, o nosso papel é recuperar a capacidade delas de respirar normalmente, sem ajuda de aparelhos”, completou Natalia.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Nova comandante do 2º BPM-I já quis ser médica e acredita ser a primeira de muitas mulheres no posto

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA A Tenente Coronel PM Adriana Roledo Beluzo, de 45 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *