ALERTA - Giulio Stanco Coscina Neto afirma que pode falta medicamentos para intubação de pacientes ANTÔNIO CRISPIM

Sem medicamentos, Santa Casa pode desativar leitos de UTI

Compartilhe esta notícia!

ANTONIO CRISPIM

O diretor técnico da Santa Casa de Araçatuba de Araçatuba, o médico Giulio Stanco Coscina Neto, fez um alerta preocupante na tarde dessa segunda-feira: a falta de medicamentos, que pode levar o hospital a fechar leitos de UTI Covid e até mesmo transferir pacientes para outras cidades. O mais preocupante é que esse problema não é isolado. Várias outras instituições de saúde de todo o país estão enfrentando o desabastecimento e deixando de fazer determinados procedimentos. “A situação é grave. Não é que o estoque está baixo. Não temos estoque”, disse o diretor técnico, explicando que estão buscando alternativas para resolver a questão.

De acordo com o médico, o aumento expressivo na demanda destes medicamentos – sedativos e neurobloqueadores – está provocando o desabastecimento, mesmo com os laboratórios ampliando a produção. Giulio Stanco disse que há informações de que o Estado está confiscando a produção destes medicamentos para coordenar a distribuição. Por isso não conseguem comprar diretor dos fornecedores. Mesmo assim, o que receberam do estado – 100 ampolas, não dá para atender meio período na Santa Casa de Araçatuba.

O médico explicou que os medicamentos que estão em falta são usados no procedimento de intubação do paciente e para mantê-lo sedado durante todo o período em que estiver intubado. Além disso, são usados, também, em cirurgias de emergência (as eletivas estão suspensas). Sem estes medicamentos, não há como fazer os procedimentos e os pacientes podem sofrer consequências.

Segundo o diretor técnico, a Santa Casa de Araçatuba ainda não está procurando hospitais para a transferência de pacientes. Ele disse que todos os esforços estão concentrados na busca de medicamentos. Contatos estão sendo mantidos com fornecedores e com o governo do Estado para aumentar o suprimento. Sem isso, o atendimento pode ser comprometido.

 

OXIGÊNIO

Quanto ao abastecimento de oxigênio, Giulio Stanco disse que a situação está sob controle. A Santa Casa comprou mais dois módulos para ampliar a produção da usina de oxigênio e os fornecedores estão buscando até mesmo em outros estados.

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Prefeitura mapeia mais de 180 pontos com fios e cabos soltos na rede de energia elétrica

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BIRIGUI A Prefeitura de Birigui realizou nos dias 17 e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *