18.9 C
Araçatuba
segunda-feira, maio 16, 2022

Reunião discute rumos e traça metas para serem cumpridas pelo APL Moveleiro de Birigui

 

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

Empresários que integram o APL (Arranjo Produtivo Local) do setor moveleiro de Birigui participaram, na quinta-feira (7), do primeiro encontro presencial desde que a condição foi implementada no município. Durante o café da manhã, na sede da Acib (Associação Comercial e Industrial de Birigui), foram traçadas metas para serem trabalhadas ao longo deste ano.

O setor moveleiro de Birigui foi reconhecido como APL pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, em fevereiro do ano passado, na gestão do prefeito Leandro Maffeis. A conquista atendeu a uma expectativa que já se arrastava há quase uma década. No entanto, devido a pandemia, as ações não puderam ser intensificadas.

A iniciativa do encontro foi da Prefeitura de Birigui, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Acib, IFSP (Instituto Federal de São Paulo) câmpus de Birigui, entre outros parceiros. Oito empresas integram oficialmente o APL Moveleiro de Birigui. A meta é ampliar a adesão dos empresários do setor que conta com 110 indústrias em atuação no município.

“Dificuldades, todos nós estamos passando. A fase mais difícil, que é reconhecimento do setor, já conquistamos. Agora é momento de nos unirmos para fortalecer nossas indústrias”, avaliou o empresário Luciano Dias, diretor da Locatt, que há 10 anos produz gabinetes em série para cozinha e banheiro, e incentivador da união do setor.

 

DEMANDAS

O APL Moveleiro terá como interlocutora a Acib. “A entidade transita entre os setores público e privado e fará a representatividade tendo todo o apoio dos parceiros envolvidos na ação”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Nivaldo Albani, ao afirmar que o trabalho agora é para ampliação do número de adesões ao APL Moveleiro.

 

Entre os apontamentos que surgiram durante o evento está a necessidade de captação de recursos junto ao Governo Estadual para fomentar as indústrias de Birigui, além da capacitação de mão de obra. O objetivo é a atração de novos negócios a partir da participação coletiva do grupo em feiras e eventos especializados.

“Com a organização do setor a cidade ganha em geração de empregos e renda, promovendo melhores condições para a população”, salientou Albani. Das indústrias de Birigui saem móveis seriados, móveis personalizados, estofados e objetos para o setor pet (casinhas).

 

09

 

Ultimas Noticias