18.9 C
Araçatuba
segunda-feira, maio 16, 2022

Região de Araçatuba tem aumento de 15% na energia elétrica

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Desde a última sexta-feira (8), já está valendo o reajuste nas tarifas de energia elétrica para os 234 municípios que têm energia fornecida pela CPFL Paulista. O aumento foi aprovado pela ANEEL, a Agência Nacional de Energia Elétrica.

Clientes de Araçatuba, Birigui, Guararapes e outros municípios da região terão uma média total de crescimento nos preços da energia elétrica de 14,97%. 

De acordo com o reajuste tarifário anual proposto pela empresa e aprovado pela ANEEL, os consumidores de alta tensão terão um acréscimo de valor de 16,42%, enquanto os de baixa tensão terão aumento de 14,24%. Para os clientes residenciais, o aumento é de 13,93%.

A ANEEL está considerando os custos maiores da geração de energia, com sistema de transmissão e a distribuição da energia, gerenciada pela CPFL Paulista, assim como demais encargos.

A justificativa para o aumento foram os custos não gerenciáveis pela distribuidora, como aqueles decorrentes da crise hídrica vivida no segundo semestre do ano passado, o que exigiu fontes de energia de valor mais elevado.

A CPFL Paulista alega que conseguiu atenuar o valor do reajuste com o compartilhamento de créditos tributários recuperados que foram aproveitados pela distribuidora entre março do ano passado e fevereiro deste ano. 

Fim de bandeira tarifária

O aumento nas contas de energia dos municípios abastecidos pela distribuidora acontece alguns dias antes do fim da cobrança da bandeira de escassez hídrica nas contas de energia.

A bandeira deve deixar de ser cobrada a partir do dia 16 de abril, o anúncio foi feito no dia 6 pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). 

O diretor-geral do ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, Luiz Carlos Ciocchi, afirmou que a bandeira verde na tarifa de energia deve seguir até o final do ano, o que significa que as tarifas não devem sofrer novos acréscimos até o final de 2022.

De acordo com Ciocchi, será mais tranquilo atravessar o restante do ano após o volume de chuvas registrado no final do ano passado, o que aumentou os reservatórios das usinas hidrelétricas. 

Atualmente, as hidrelétricas são responsáveis por 65% da geração de energia brasileira

A bandeira de Escassez Hídrica foi criada no ano passado e fixava um acréscimo de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos. Ela está vigente desde setembro do ano passado. A medida era necessária para compensar os custos com a geração de energia, segundo o governo. 

Na região de Araçatuba, porém, segundo especialistas, com o aumento nas tarifas da CPFL, o valor da conta de energia elétrica para o consumidor final não deverá sofrer grandes alterações, mesmo com o fim da bandeira tarifária mais elevada do governo federal.

 

Ultimas Noticias