CONVÊNIO - Diretor da Solar Bens assina convênio com a ACIA

Parceria entre entidade comercial e empresa de energia visa economia para associados

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A Agência Nacional de Energia Elétrica manteve para este mês de agosto a bandeira vermelha patamar 2 para as contas de energia. O custo é de R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos. A crise hídrica é uma das justificativas para a manutenção das taxas de energia elétrica em patamares mais elevados. 

Este tipo de situação preocupa moradores e empresários em Araçatuba, que buscam alternativas para otimizar seus ganhos e diminuir os gastos. No caso das empresas, neste momento de recuperação econômica após os fechamentos da pandemia, o objetivo é diminuir o valor das contas de energia.

A empresária Deise Ferreira Batista, proprietária da Le Postiche, é uma das que está buscando diminuir os custos do seu empreendimento comercial. Ela esteve presente em reunião na Associação Comercial e Industrial de Araçatuba na manhã desta quinta-feira (5), quando a entidade firmou parceria com o grupo Solar Bens e o consórcio Magalu para fornecimento de energia fotovoltaica mais em conta para associados. 

Segundo Deise, os seguidos aumentos de energia anunciados pelo governo foram a gota d´água para que decidisse buscar a solução da energia solar.

“Principalmente em um momento em que o país vem falando em aumento de custo de energia, que já não é baixo, então o objetivo é reduzir o custo mensal”, afirmou. “Estou estudando as taxas de juros, como podemos fazer o financiamento para viabilizar a implantação disso”, concluiu a empresária.

A parceria firmada nesta quinta-feira (5) permitirá que empresas que estão entre as associadas da ACIA, consigam descontos consideráveis em um consórcio para a instalação de placas de energia solar pela empresa.

De acordo com o diretor financeiro do grupo Solar Bens, Fernando Vacari, que esteve no encontro assinando termos do acordo com a ACIA e o Consórcio Magalu, a instalação deste tipo de equipamento pode causar uma economia entre 90% e 95% nas contas de energia ao final do mês.

“Nós estamos trazendo uma solução para os associados para a instalação de sistemas fotovoltaicos de uma maneira mais fácil e com juros baixos”, disse. “No momento da aquisição do consórcio o equipamento já será instalado, isso vai facilitar a vida do cliente que vai estar trocando os valores que paga mensalmente das contas, ele vai estar pagando as cotas do consórcio”, explicou Vacari.

De acordo com o representante da Solar Bens, pelo fato de terem várias empresas interessadas no serviço, a parceria com a Associação Comercial permitirá às empresas associadas receberem descontos especiais na instalação dos painéis fotovoltaicos. 

“O primeiro contato deve ser feito na associação, eles vão estar fazendo uma triagem dos clientes, fazendo a seleção, para a gente poder fazer a cotação e apresentar o sistema”, concluiu Vacari.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Araçatuba, Wilson Marinho, a parceria com a Solar Bens e o Consórcio Magalu é uma forma de a entidade ajudar as empresas associadas nesse momento de retomada econômica.

“É um momento de você estar junto com o seu associado. Estamos em um momento em que a pessoa sozinha é pior, então eu vejo que uma associação, um sindicato, tem por obrigação ser parceiro nas horas mais difíceis, que são essas horas agora”, afirmou.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Salsaretti deve gerar até 600 empregos diretos com aumento de linha de produção em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!  A empresa Salsaretti, um braço do grupo Predilecta, em Araçatuba, anunciou nesta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *