VAREJO - Sede da Kidy Calçados terá bazar amanhã (24) para vendas aos consumidores

Para atender consumidores, empresa de calçados infantis de Birigui fará bazar neste sábado

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – BIRIGUI

Os períodos de fechamento do comércio durante a pandemia no ano passado e neste ano deixaram os consumidores da região órfãos das lojas físicas. Ao mesmo tempo, alguns dos clientes acabaram diminuindo sua renda no período, e passaram a necessitar de opções mais baratas na hora de fazer compras essenciais como de roupas e calçados.

De acordo com a gerente de canais digitais da Kidy Calçados de Birigui, Sandra Batista, muitos consumidores entraram em contato com a empresa nos últimos meses interessados na compra de calçados diretamente do fabricante, o que dá a chance de obterem preços mais acessíveis. 

“Sou responsável pelo site e consumidores locais pedem a oportunidade de comprar a preço de fábrica. E a gente ficou algum tempo em que a gente vendia, porém ficamos com um estoque”, afirmou.

Por causa deste pedido dos consumidores, após 30 anos de vendas de calçados infantis no atacado para lojistas de Araçatuba, Birigui, de todo o país e exportando produtos para outros países, a empresa vai montar o seu primeiro bazar para vendas diretamente aos consumidores. A intenção é negociar no varejo diversos produtos para crianças como tênis, sandálias, dentre outros. 

O evento, que será realizado neste sábado (24), das 8h às 16h, na sede da empresa, na rua Achelino Moimaz, 511, no bairro Cidade Jardim, colocará a venda cerca de 4 mil pares de calçados infantis entre os números 16 e 36, oferecendo uma oportunidade para que consumidores comprem estes produtos a preços mais baratos.

“É uma oportunidade para o consumidor comprar calçados para todas as crianças da família. Criança cresce o pé o tempo todo, então muitos pais falam sobre isso, então muita gente pode vir comprar em 24 e leva também um 26, e por um preço mais em conta”, ressaltou a gerente de canais digitais da Kidy.

Por causa da pandemia de covid-19, a entrada no local do bazar será controlada com aferição de temperatura. Os clientes deverão, obrigatoriamente, estar utilizando máscaras de proteção facial e o espaço fornecerá álcool em gel a todos os presentes, seguindo todos os protocolos de prevenção contra a covid-19.

Bazar duas vezes por ano

De acordo com Sandra Batista, este primeiro bazar é uma experiência nova para a empresa, mas a intenção é ter este contato direto com os consumidores pelo menos duas vezes por ano, para criar o hábito para que as pessoas se programem para as compras.

“Queremos criar uma cultura, vamos fazer bem pontual, porque você faz uma limpeza de estoque e a população conhece um pouco mais os produtos da Kidy, todo mundo sai ganhando”, explicou Sandra Batista. 

Conhecida por ser a capital do calçado infantil, a cidade de Birigui exporta este produto para diversos países como a China, por exemplo, além de vender produtos e ter marcas conhecidas em todo o Brasil. Por causa disso, eventos como este chamam a atenção de pessoas de fora. Sandra Batista comenta que pessoas de outras cidades já confirmaram presença no bazar.

“Teve uma pessoa de Bauru que ouviu no rádio, parentes ouviram aqui e já avisaram e ela ligou querendo saber, dizendo que vai vir pra cá”, relatou Sandra.

Recuperação das vendas e manutenção de empregos

Assim como muitas empresas de vários seguimentos, a Kidy teve de se reinventar durante a pandemia. No primeiro fechamento do comércio em 2020, a empresa investiu na produção de máscaras para manter os empregos. 

Com a volta do consumo a partir do segundo semestre do ano passado, a demanda de produção aumentou e a fábrica precisou fazer contratação de funcionários. 

Já no agravamento da pandemia neste ano, a direção da empresa resolveu investir em conhecimento junto aos lojistas, para manter o mercado aquecido através do comércio on line.

“Esse ano a gente reuniu e viu que precisávamos fazer uma educação para ensinar eles a trabalhar com instagram, fizemos evento sobre isso. E a gente veio renegociando”, Sandra Batista.

De acordo com a gerente, a estratégia deu resultado, e a empresa vem batendo as metas de vendas dos últimos meses e projeta um resultado ainda melhor para o mês de julho. 

“Conseguimos dar um UP de vendas e em julho já estamos batendo meta de faturamento”, completou a gerente.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Polícia Rodoviária Federal apreende quase uma tonelada de maconha em Penápolis

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – PENÁPOLIS No início da tarde de domingo (26), equipe da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *