Home Cidades Araçatuba Padres da Diocese participam de missão no Maranhão

Padres da Diocese participam de missão no Maranhão

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Os padres Edson Barbosa e Roberto Teixeira representam a Diocese de Araçatuba nas Santas Missões Populares na Catedral Nossa Senhora da Piedade, da Diocese de Coroatá, no Maranhão. Os sacerdotes percorreram mais de 2 mil quilômetros e foram para a cidade nordestina no último dia 15 e retornam no dia 21.
Os sacerdotes são, respectivamente, vigários nas paróquias Nossa Senhora das Graças de Andradina e da Paróquia Sant’Ana, em Araçatuba. Segundo Barbosa, que também é assessor do Comidi (Conselho Missionário Diocesano), a visita faz parte da troca de experiências entre as dioceses e acontecem desde abril.
“As Dioceses de Araçatuba e Coroatá são irmãs, ou seja, interagem com frequência em ações pastorais e de evangelização. E para celebrar os dois anos de missões a Catedral Nossa Senhora da Piedade realiza, desde abril, visitas nas casas das suas 83 comunidades. Na semana que estamos em Coroatá estão sendo realizadas visitas mais próximas à matriz. O projeto de Dioceses Irmãs é uma troca de experiências que estende numa dimensão de igrejas em saída”, explica Barbosa.
Ainda de acordo com Barbosa, a experiência missionária fortalece os laços fraternos das dioceses e também serve como base para aplicações locais das ações de evangelização. “A Igreja ‘em saída’ é a comunidade de discípulos missionários que ‘primeireiam’, que se envolvem, que acompanham, que frutificam e festejam. A comunidade missionária experimenta que o Senhor tomou a iniciativa, precedeu-a no amor e, por isso, ela sabe ir à frente, tomar a iniciativa sem medo, ir ao encontro, procurar os afastados e chegar ás encruzilhadas dos caminhos para convidar os excluídos”.
A Diocese de Coroatá fica na região centro-leste do Maranhão, a 260 quilômetros de São Luís. O seu bispo é Dom Sebastião Bandeira. A diocese atende 16 cidades e fui fundada em 1977.

O PROJETO
Padre Edson explica que a irmandade das dioceses é fruto do Projeto Igrejas-Irmãs, da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), instalado em 1979. Conforme ele, as paróquias e dioceses trocam experiências missionárias e de evangelização. “Nas missões que realizamos na nossa diocese, a Igreja Particular de Coroatá sempre envia padres e missionários para participar conosco. Assim também ocorre com a nossa viagem ”.
Conforme a CNBB, “o objetivo do Projeto Igrejas-irmãs é partilhar a fé, os dons da graça, as experiências pastorais, pessoas e recursos financeiros como gestos de caridade cristã para com as Igrejas da Amazônia e outras também necessitadas”.
O assessor do Comidi ainda conta que a união das duas dioceses ocorre desde agosto de 2017, quando a diocese maranhense avalizou em assembleia a parceria. “O caminho proposto foi o intercâmbio missionários através dos conselhos missionários das duas dioceses”, conclui. (Assessoria de Comunicação da Diocese)

 


Compartilhe esta notícia!