O aparelhamento de Araçatuba

Compartilhe esta notícia!

RODRIGO ANDOLFATO

Este artigo precisa ser lido por você que acredita existir diferença entre PT e PSDB, e principalmente que existe diferença no jeito de governar entre os dois partidos. Explicarei como não existe diferença entre eles, com exemplos aqui mesmo de nossa cidade. Para quem não se lembra, antes do governo atual, PSDBISTA, tínhamos na cidade o governo PETISTA. O mais interessante, e triste ao mesmo tempo, é saber que Araçatuba não consegue sair da armadilha do socialismo Fabiano, que mantém o povo preso na miséria e alguns poucos iluminados no bem bom, trocando a cada ano a cor do nosso paço municipal. Oito anos no vermelho, oito anos no azul, e o povo se lascando desempregado e com fome.
Você deve se lembrar dos governos petistas no Brasil e em Araçatuba não é. Também deve se lembrar de como, aquele partido, o qual mais parecia um sindicato de “locupletadores” do dinheiro público, aparelhava o estamento estatal com “amigos do rei” em todas as esferas do poder. E quando digo, TODAS AS ESFERAS DO PODER, não estou sendo leviano, e explicar-me-ei. O PT nomeou a maioria dos ministros do STF, e agora somos obrigados a assistir ex-condenados de forma evidente, sendo libertos. Mas isso não foi privilégio só do PT não. No estado de São Paulo, governado por 30 anos pelo PSDB, muitos desembargadores dos tribunais foram nomeados por tucanos de alta plumagem. Resumo da história, os desvios bilionários do Rodoanel ficarão parados até a prescrição dos crimes.
O que acontece no judiciário é a parte evidente do aparelhamento estatal. Mas como tudo pode ser pior do que aquilo que se é evidente, existe o lado mais sombrio do jogo teatral da Democracia. O lado que é aparelhado sem necessidade da legitimidade teatral dos atos republicanos. Estou falando das indicações de amigos de políticos para trabalhar em empresas que recebem boa parte do dinheiro público. Temos várias modalidades nesses desvios do dinheiro roubado do povo através dos impostos, e que nunca é vigiado.
Primeiramente vou falar dos grupos de mídia. É evidente o papel que o quarto poder faz no controle das massas. E isto aguça os olhos dos políticos, que direcionam verbas para aqueles veículos que tenham sido aparelhados pelo seu time. Em nossa cidade ficam cada vez mais evidentes quais são os “assessores de imprensa extraoficiais” do prefeito. De qualquer forma, o aparelhamento da indústria da desinformação, é, hoje em dia, um desperdício de energia por parte dos políticos corruptos, uma vez que temos as redes sociais para nos ajudar a separar o joio do trigo. Aqui deixo uma dica: PARTICIPEM das redes sociais de forma combativa. Não deixem que politicagens passem por sua TIMELINE sem sua desaprovação e comentário de desagravo.
Mas agora vamos para o aparelhamento mais pernicioso que existiu na república das bananas da estrela vermelha, e que existe hoje no município do boi engordado de araçás defecadas por tucanos. Estou falando de empresas e organizações que recebem dinheiro público e que se tornam detentoras de grandes fortunas não controladas efetivamente pelos órgãos que deveriam fazer isso.
Nem vou gastar meu latim falando da gestão petista no governo federal e os financiamentos das grandes empresas frigoríficas, construtoras, e de artistas já ricos e consagrados que recebiam o mal falado dinheiro da lei Rouanet. Vou entrar direto em dois casos recentes de tentativa de cooptação desse cofre sem guarda, pela gestão atual das aves bicudas.
A primeira tentativa fracassada de pegar uma organização que recebe dinheiro do município, e que tem um bom patrimônio nas mãos para ser gerido, foi o caso da eleição do sindicato dos servidores municipais. A gestão anterior conseguiu manter-se no poder, mesmo com a investida de um sindicalista poderoso e amigo do prefeito. Tão amigo, que este chamou o prefeito de covarde, disse que o prefeito não era homem, e por ai afora. E sabe o que o prefeito fez? Nada! Oras, amigos devem se perdoar sempre não é. Principalmente quando a amizade vira sociedade e o dinheiro público vira #TUDONOSSO.
Continuando, chegamos ao ponto crucial do artigo. A investida do prefeito na FEA. Uma faculdade municipal, de orçamento rechonchudo, que além do dinheiro, carrega o poder político de formar novos administradores e economistas. Essa instituição tem uma boa reputação perante a sociedade e, portanto, traz consigo o valor político de tê-la debaixo das asas. Os atuais gestores da FEA tentam não permitir que o prefeito tome-a de assalto, mas sem o correto armamento isto será muito difícil de conseguir. E qual o armamento correto? A FEA precisa buscar o apoio popular do povo araçatubense. Precisa expor as reais motivações do prefeito em por a mão nessa cumbuca. A FEA precisa dar transparência e se colocar a serviço de seu verdadeiro patrão, o POVO DE ARAÇATUBA.

Rodrigo Andolfato é empresário da Construção Civil, membro do ilan – Instituto Liberal da Alta Noroeste


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Financiamento imobiliário em Birigui cresce 12,99% e supera R$ 729 milhões no mês de fevereiro

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BIRIGUI   O financiamento imobiliário do sistema bancário de Birigui …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *