Home Cidades Araçatuba Número de pequenos negócios cresce quase 10% em um ano na região

Número de pequenos negócios cresce quase 10% em um ano na região

8 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

O número de pequenos negócios cresceu 9,41% na região de Araçatuba em pouco mais de um ano. Se até maio de 2019, o total de MEIs (Microempreendedores Individuais) nos 43 municípios, mais Lins e Promissão, chegava a 43.374, até 31 de outubro deste ano, já alcançava 47.456. Em três anos, o crescimento é de aproximadamente 32%. Até maio de 2018, 35.765 empresas desse modelo estavam em atividade na esfera regional.

O levantamento foi feito pela reportagem de O LIBERAL REGIONAL ontem, primeiro dia de realização do Programa Sebrae Enfrentar, voltado ao fornecimento de orientações destinados à melhora na gestão dos pequenos negócios. Entre ontem e hoje, terão sido abordado temas como inovação nas vendas, caixa de empresa, crédito certo para o negócio, negociação e planejamento trabalhista.

Maior cidade da região, Araçatuba voltou a registrar crescimento de microempreendedores individuais acima da média. A expansão foi de 10,9% no período. Até 30 de abril de 2019, eram 11.747; hoje, são 13.032. Em 2018, 9.402 trabalhavam como MEIs.

Em nível regional, a segunda cidade a registrar quantidade mais expressiva de MEIs foi Birigui, com 6.934. Em seguida, vem Lins, com 4.416. Penápolis e Andradina têm 2.422 e 3.048, respectivamente.

No Brasil, entre os meses de março e setembro deste ano, foram registrados 985.891 novos cadastros de MEI. O número representa um aumento foi de 11,2% na comparação com o mesmo período do ano passado e está relacionado ao desemprego e à redução de salários por causa da pandemia do novo coronavírus. Há 466 atividades disponíveis para cadastro do MEI, como cabeleireiro, manicure, fotógrafo e eletricista, entre outros, que proporcionam que os trabalhadores saiam da informalidade.

ANÁLISE

O economista Marco Aurélio Barbosa de Souza, professor da FAC-FEA (Faculdade da Fundação Educacional Araçatuba), analisa pelo menos dois aspectos favoráveis à abertura dos MEIs.

Segundo ele, há os empreendedores que iniciaram atividades por visualizarem “oportunidades” de mercado para produzir algo ou prestar serviços tendo em vista as chances que o mercado regional traz para novos negócios.

Outro aspecto destacado por ele são as MEIs criadas como alternativa para as pessoas que perderam emprego e que estão buscando formas de realocação no mercado. Ou seja, estão procurando maneiras de gerar renda para suas famílias.

“Poderíamos destacar ainda uma terceira via, que seriam os microempreendedores individuais criados em um contexto de terceirização das atividades produtivas, já que, ao invés da realização da contratação tradicional via CLT, as empresas estão contratando como prestadores de serviços e para que esse processo se materialize, é necessária a abertura de uma MEI para que tenha CNPJ”, completa o estudioso da economia regional.

LEGISLAÇÃO

Barbosa analisa que, de qualquer forma, a lei responsável pela criação do MEI abriu várias oportunidades. A meu ver, isso é positivo por facilitar o processo de formalização dos negócios e a obtenção de CNPJ, além de que há várias vantagens tributárias e de apoio do governo”, avalia o economista. Ele destaca ainda o papel exercido pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) em termos de treinamento e apoio para que esses empreendedores possam prosperar e avançar ao longo do tempo, se tornando microempresas e depois empresas de pequeno porte.

INCLUSÃO

De acordo com o Sebrae, o MEI se tornou um dos maiores programas de inclusão social do país. MEI é definido pelo órgão como um profissional autônomo. Quando a pessoa se cadastra como um, ela passa a ter CNPJ, ou seja, facilidades com a abertura de conta bancária, no pedido de empréstimos e na emissão de notas fiscais, além de ter obrigações e direitos de uma pessoa jurídica.

SERVIÇO

Em Araçatuba, o contato com o Sebrae pode ser feito pelo e-mail eraracatuba@sebraesp.com.br <mailto:eraracatuba@sebraesp.com.br> e pelo telefone/WhatsApp: (18) 99141-0090.

 

——————

INFOGRÁFICO

 

REPRESENTATIVIDADE

 

Confira o número de Microempreendedores Individuais nos 43 municípios da região:

 

MUNICÍPIO                        QUANTIDADE

 

ALTO ALEGRE                    115

ANDRADINA                      3.048

ARACATUBA                      13.032

AURIFLAMA                      979

AVANHANDAVA              469

BARBOSA                            319

BENTO DE ABREU            108

BILAC                                    481

BIRIGUI                                6.934

BRAUNA                             367

BREJO ALEGRE                  117

BURITAMA                         1.299

CASTILHO                           745

CLEMENTINA                    299

COROADOS                        321

GABRIEL MONTEIRO      123

GASTAO VIDIGAL            113

GENERAL SALGADO        465

GLICERIO                            200

GUARACAI                         251

GUARARAPES                   1.500

GUZOLANDIA                   212

ILHA SOLTEIRA                  1.254

ITAPURA                             163

LAVINIA                              275

LINS                                      4.416

LOURDES                            139

LUIZIANIA                          244

MIRANDOPOLIS               1.003

MURUTINGA DO SUL     188

NOVA INDEPENDENCIA 156

NOVA LUZITANIA            173

PENAPOLIS                        2.422

PEREIRA BARRETO           1.340

PROMISSAO                      1.586

RUBIACEA                          139

S.A. ARACANGUA            400

SANT. DO AGUAPEI        151

S.J. DE IRACEMA              99

SUD MENNUCCI               516

SUZANAPOLIS                   123

TURIUBA                             89

VALPARAISO                     1.083

 

TOTAL                                  47.456

 

Fonte: Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

 


Compartilhe esta notícia!