Home Cidades Araçatuba Setor de máquinas agrícolas registra crescimento de 30% nas vendas em Araçatuba

Setor de máquinas agrícolas registra crescimento de 30% nas vendas em Araçatuba

7 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A venda de máquinas agrícolas vem registrando um bom desempenho mesmo em um cenário de pandemia. Dados da Anfavea apontam um maior número de vendas neste ano de 2020 em relação ao ano passado, e um estabelecimento do ramo em Araçatuba confirma o crescimento nos negócios.

De acordo com vendedores de uma loja especializada em venda de tratores e máquinas agrícolas, localizada na rodovia Marechal Rondon no perímetro urbano de Araçatuba, houve inclusive falta no estoque de produtos neste ano devido a alta demanda.

A direção da empresa fala em crescimento de até 30% nos negócios neste ano em relação ao ano passado, quando a nova unidade foi inaugurada, fora da área urbana do município, com a ideia de facilitar o acesso de produtores rurais.

A alta corresponde a venda de tratores de roda, colheitadeiras de grãos, colhedoras de cana, máquinas de plantio e pulverização, dentre outras.

“Estávamos preocupados com a pandemia, não sabíamos se íamos conseguir vender os produtos. De repente em abril e maio deu um boom no agronegócio e estávamos com estoque, pudemos atender a todos de forma rápida. Estamos terminando outubro quase sem produto pra vender”, afirmou Maurício Carvalho, que é gerente de pós venda da empresa, em depoimento dado à TV Tem.

Produtores da região argumentam que a necessidade da compra de maquinários seguiu, já que com a pandemia, o abastecimento nos supermercados e mercearias precisou continuar, mantendo a produção agrícola em alta. Além disso, o trabalho de plantio e cultivo geralmente é feito com poucas pessoas e em campo aberto, o que diminui os riscos de contágio pela covid-19.

O impulso na exportação, causado pela alta do dólar, que deixou o produto brasileiro mais barato no exterior, também é um fator apontado pelos produtores para o aumento das atividades, o que impacta no mercado maquinário.

O recorte araçatubense vai de encontro às informações divulgadas pela Anfavea, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. Segundo a Associação, entre janeiro e setembro de 2020, houve um crescimento de 0,9% nos negócios em relação ao mesmo período de 2019, com a venda de mais de 33.300 mil unidades dentro do país. Um crescimento considerado bom pelo setor, levando em consideração a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus, que causou uma queda no rendimento de grande parte dos setores da economia. “Foi o melhor acumulado de nove meses desde 2018”, afirmou Alfredo Miguel Neto, vice-presidente da Anfavea, ao comentar sobre os resultados.

Se levar em consideração os números apenas de setembro, houve um crescimento de 9% nas vendas em relação a agosto, com cerca de 4.800 unidades vendidas. Segundo a Anfavea, este foi o melhor resultado mensal dos últimos 12 meses.

A projeção do setor é que sejam vendidas mais de 40 mil máquinas agrícolas até o final de 2020. Caso chegue a este volume, haverá um crescimento de mais 3% em relação às vendas do ano passado. A estimativa foi aumentando ao longo do ano conforme os números de venda foram surpreendendo.

Com relação a produção de maquinário, o setor registrou também no mês de setembro, o segundo melhor mês do ano da fabricação de novos veículos e máquinas para plantio, com 4.600 unidades produzidas. O número representa um aumento de 4,7% em relação às 4.400 unidades feitas no mês de agosto.

“Estamos vendo números positivos no comparativo mês a mês, embora não estejamos nos nossos melhores momentos”, afirmou o vice-presidente da entidade.

ESTOQUE – Loja de Araçatuba tinha estoque cheio em abril e chegou a ter falta de maquinário no último mês

Compartilhe esta notícia!