PRESERVAR - Estudo visa garantir o futuro do Baguaçu, importante para o abastecimento de Araçatuba Patrick Aguera

No Dia Mundial do Meio Ambiente, GS Inima SAMAR anuncia estudo sobre o ribeirão Baguaçu

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, a GS Inima Samar, concessionária responsável pelo abastecimento de água e esgoto em Araçatuba, anuncia a realização de um amplo estudo hídrico sobre o ribeirão Baguaçu. O objetivo é fazer um levantamento detalhado de suas potencialidades e deficiências para depois mobilizar a sociedade civil na busca de soluções de curto, médio e longo prazos para a sustentabilidade do ribeirão.
Os estudos serão realizados por uma empresa especializada que usará imagens de satélites atuais e do passado para analisar as matas ciliares, áreas degradadas e em processo de erosão, e uso e ocupação de solo para agricultura, indústrias e construções em regiões urbanas. Os técnicos vão analisar ainda a disponibilidade de água superficial e os dados históricos sobre chuvas na região.
“O estudo é muito pertinente e vai ao encontro do tema proposto pela ONU neste Dia Mundial do Meio Ambiente que é Restauração de Ecossistemas. Nada mais justo e necessário do que cuidarmos da restauração do ribeirão Baguaçu, um recurso hídrico tão importante para Araçatuba”, diz o diretor técnico da GS Inima Samar, Eduardo Caldeira.
O ribeirão Baguaçu é responsável pelo abastecimento de 50% da população de Araçatuba e, após a nascente, em Coroados, percorre cerca de 70 quilômetros até desaguar no Rio Tietê. Durante o percurso, o ribeirão passa por Bilac e Birigui, mas é em Araçatuba que suas águas são captadas para o abastecimento humano, sendo tratada e distribuída para uma população de mais de 100 mil pessoas.
De classe 2 de acordo com a resolução CONAMA 357, o ribeirão Baguaçu é considerado de boa qualidade para o abastecimento humano, mas precisa ser preservado, principalmente na área em que atravessa a região urbana de Araçatuba. “Foi pensando nessa questão que encomendamos o estudo hídrico. Ele deve trazer informações extremamente importantes para mantermos o Baguaçu vivo. Precisamos pensar no futuro e evitar que ele sofra degradações para que o município possa usufruir desse recurso por muitos e muitos anos”, afirma Eduardo Caldeira.
O diretor técnico da GS Inima Samar estima que o estudo fique pronto até o fim do ano. “O mapeamento das nascentes e o rastreamento do uso da água serão minuciosos. Ao final, serão feitas propostas sobre o uso sustentável dos recursos hídricos, bem como a recuperação das áreas degradadas e conservação e manejos do uso da bacia”, explica.
Os resultados do estudo serão apresentados pela GS Inima Samar para toda a sociedade civil, envolvendo a administração pública, Cetesb, DAEE, Agência Reguladora e organizações não-governamentais que cuidam do meio ambiente.
Uma outra frente de ação da GS Inima Samar em andamento é a redução de perdas na distribuição da água. Em 2012, eram de 49%. Hoje, estão por volta de 33% e devem diminuir ainda mais com o final das obras de setorização da distribuição da água e início do programa de controle de perdas. Desde o ano passado, a cidade está sendo dividida em 42 setores de abastecimento que possibilitam melhor controle de pressão e planejamento de manutenções.
Araçatuba já chegou a utilizar 70% da água tratada do Ribeirão Baguaçu, porém, com a possibilidade de utilização da água do Rio Tietê, em 2013, o total captado diminuiu, chegando a 50% de toda a produção de água do município. As águas do Ribeirão Baguaçu são utilizadas para abastecer a cidade desde a década de 1930.

 

SEMANA DO MEIO AMBIENTE
Ainda em comemoração ao Dia do Meio Ambiente, a GS Inima SAMAR preparou um vídeo especial sobre o Baguaçu que irá ao ar neste sábado, 5 de junho, a partir das 12h, no jornal SBT Interior 1ª edição. O vídeo abordará a importância do ribeirão Baguaçu para Araçatuba, com imagens de sua nascente até a foz, no Rio Tietê, assim como o anúncio do estudo hídrico.

 

Exposição de fotografias
Quem acessar o site da GS Inima SAMAR também se encantará com a exposição virtual de fotos do ribeirão Baguaçu que tem a curadoria do fotógrafo Patrick Aguera. Será possível baixar as imagens para usá-las como wallpaper no computador ou celular.

Selo “Sou Baguaçu”
Nas redes sociais, a GS Inima Samar está lançando o selo e o filtro “Sou Baguaçu” para ser usado no story e perfil. Para utilizá-los, é só baixar o material nos endereços http://www.facebook.com/gsinimasamaroficial ou @gsinimasamar, no Instagram.

PROTEÇÃO – Preservação da mata ciliar é fundamental para sobrevivência do Baguaçu
Patrick Aguera
Encontro do Ribeirão Baguaço com o rio Tietê aérea05

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Câmara de Joanópolis aprova moção aos militares que atuaram no caso do assalto

Compartilhe esta notícia!ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA A Câmara Municipal de Joanópolis, na região de Bragança …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *