6.4 C
Araçatuba
quinta-feira, maio 19, 2022

Mais de 600 colaboradores da Unimed recebem capacitação em socorros

ÉÉ papel das universidades servir de ponto de convergência entre instituições, como a Unimed e o Corpo de Bombeiros”. Assim definiu o coordenador do curso de Medicina do Unisalesiano, doutor Antônio Henrique Poletto, a participação do Centro Universitário no Treinamento de RCP (Reanimação Cardiopulmonar).
O evento foi promovido pelo Hospital Unimed Araçatuba, segunda-feira (12), em dois auditórios do Unisalesiano, e contou com a participação do Corpo de Bombeiros. Aproximadamente 630 colaboradores leigos da Unimed Araçatuba participaram da atividade.
O objetivo foi capacitar e preparar os profissionais para identificação e atendimento dos primeiros socorros no dia a dia, seja em casa, na rua o no trabalho. “O treinamento ensinou como identificar qual é a situação da vítima, prestar os primeiros socorros e acionar o serviço de emergência”, afirmou o engenheiro de segurança do trabalho do Sesmt (Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) da Unimed, Alessandro Ferrari.
A atividade foi aberta para participação dos alunos de Medicina do Unisalesiano, que atuaram como auxiliares dos instrutores. “Foi um evento extremamente importante, com um tema e prática de utilidade pública. Trata-se de uma responsabilidade social de nossa instituição difundir o conhecimento, principalmente agora, com o curso de Medicina”, explicou Poletto.
Segundo a Diretora Administrativa do Hospital da Unimed Araçatuba, doutora Vilma Neri Shinsato, essa ação é uma contribuição para a comunidade de forma geral. “O colaborador torna-se capacitado para agir ao encontrar, por exemplo, uma vítima de ataque cardíaco ou criança engasgada no dia a dia, beneficiando toda a sociedade”, ressaltou.
Por fim, o 1º tenente do Corpo de Bombeiros, Danilton Vieira de Oliveira, lembrou da importância da difusão desse tipo de conhecimento. “Dar o atendimento corretamente para a vítima pode aumentar suas chances de sobrevivência e reduzir as sequelas”, concluiu.

DA REDAÇÃO
Araçatuba

Ultimas Noticias