18.1 C
Araçatuba
quinta-feira, agosto 18, 2022

Interrupções por pipas na rede elétrica aumentam 44% no mês de junho na região

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

As três principais cidades da região que são atendidas pela CPFL Paulista na distribuição de energia elétrica, tiveram um aumento de ocorrências de interrupção da rede por causa de pipas no mês de junho deste ano.

Segundo dados obtidos com exclusividade pelo jornal O LIBERAL REGIONAL relacionados ao sexto mês deste ano, mostraram que Birigui e Penápolis tiveram crescimento nas interrupções. Em Penápolis foram quatro casos em junho deste ano contra nenhum no mesmo mês do ano passado. Já em Birigui, também houve quatro casos neste ano contra dois no mesmo período do ano passado.

Araçatuba foi a única cidade que teve queda de casos, mesmo assim foi a que mais registrou ocorrências no mês. Foram cinco nos 30 dias de junho, contra sete registradas no ano passado. 

No geral, junho deste ano teve 13 ocorrências nas três cidades, contra nove no mesmo mês do ano passado, aumento de 44%. 

Na edição do jornal O LIBERAL REGIONAL do último dia 16 de julho, foi informado que Araçatuba teve 36 ocorrências do tipo entre janeiro e maio. Somadas às cinco de junho, são 41 casos de interrupção de energia nos primeiros seis meses do ano.

Em Birigui foram 11 ocorrências ao todo e em Penápolis outras 13. Guararapes é outra cidade atendida que teve seis casos até aqui.

De acordo com o consultor de relacionamento da CPFL Paulista na região de Araçatuba, Marcus Bueno, os índices da região são preocupantes.

“Esse número tem sido preocupante porque, empinar pipa é uma brincadeira sadia, mas a recomendação é que seja feita longe da rede, porque esses números têm preocupado a nossa região pelas interrupções de fornecimento”, disse.

A dica do consultor é que as pessoas pratiquem esta brincadeira longe da rede elétrica, de preferência, na área rural, para evitar acidentes e problemas com a fiação.

“Isso é uma brincadeira sadia, mas desde que ocorra longe da rede de energia elétrica. Procurar fazer em campos mais afastados, na zona rural, porque no meio urbano a rede se concentra mais. As férias escolares no meio do ano, somado a essa época de ventos mais fortes, tempo seco, se constitui um período propício para essa brincadeira de empinar pipas, muito comum na nossa região. A prática requer alguns cuidados, já que a pipa pode enroscar na rede elétrica”, disse.

Ele também orienta que os praticantes que tiverem a sua pipa enroscada na rede elétrica, entrem em contato com a CPFL e não tentem retirar por conta própria sob risco de um curto-circuito.

“Nós orientamos que de forma alguma recupere. Uma vez que enroscou deixe lá, porque não tem ferramental apropriado, o risco é muito grande. Se tem uma situação dessa, entre em contato com a CPFL, para que as nossas equipes vão lá e faça a retirada com segurança para que não haja a interrupção de energia naquele setor”, orientou.

O ideal, porém, é evitar a prática nas vias públicas ou dentro da cidade, segundo Marcus Bueno.

“O rompimento da rede e falta de energia, além de prejudicar a sociedade, também pode de repente desligar uma unidade de saúde, um hospital, e isso tem um desdobramento maior na questão da segurança”, completou. 

 

Ultimas Noticias