24 C
Araçatuba
sábado, agosto 13, 2022

Horário de verão tem início à 0h de domingo em 11 estados

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A partir da zero hora do próximo domingo (4), os brasileiros de 10 estados e do Distrito Federal devem ajustar os relógios para dar início ao horário de verão. O horário adiantado em uma hora em relação ao horário normal ficará em vigor até a meia noite do dia 15 de fevereiro de 2019.

Os estados afetados são: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo e o Distrito Federal.

O Ministério de Minas e Energia explica que as regiões Norte e Nordeste não adotam o horário de verão, porque a hora adiantada é mais eficaz nas regiões mais distantes da Linha do Equador, onde há uma diferença mais significativa na luminosidade do dia entre o verão e o inverno.

Nos estados do Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país, os dias de verão são mais longos. O objetivo é estimular as pessoas e as empresas a encerrarem as atividades do dia mais cedo, a aproveitarem a iluminação natural e evitar que equipamentos eletrônicos sejam ligados para reduzir o consumo e a demanda energética no horário das 18h às 21h.

O ministério explica que no período também há aumento da temperatura e consequente aumento do uso de aparelhos de ar-condicionado, o que neutraliza o impacto no sistema elétrico.

 

ECONOMIA DE ENERGIA

A CPFL Paulista, que atende 234 cidades do interior paulista, prevê que o horário de verão 2018/2019 traga economia de 38,7 mil MWh no consumo de energia em sua área de concessão. Esse volume, que representa uma redução de 0,39% do consumo total dos seus 234 municípios, seria suficiente para abastecer 16,1 mil famílias por um ano com um consumo mensal de 200 kWh.

A quantidade de energia economizada na área de concessão da CPFL Paulista durante o horário de verão seria suficiente para atender uma cidade do porte de Araçatuba, por 28 dias, Bauru, por 15 dias, São José do Rio Preto por 12 dias, Ribeirão Preto por sete dias ou Campinas por quatro dias.

Em geral, as pessoas chegam em casa a partir das 18 horas, início da noite. Logo, uma das primeiras ações é acender a luz. Na mesma hora, entram em operação a iluminação pública e os luminosos comerciais, por exemplo. No período do horário de verão, as cargas das residências e de iluminação pública passam a operar após às 19 horas, quando o consumo industrial e dos edifícios comerciais começa a cair com o fim do expediente de trabalho.

 

Ultimas Noticias