Home Cidades Araçatuba Executivos paulistanos querem explorar o mercado araçatubense

Executivos paulistanos querem explorar o mercado araçatubense

6 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Em uma ação idealizada pela Associação Comercial e Industrial de Araçatuba, os empresários paulistanos Simone Abravanel e Guilherme Hildebrand estão em Araçatuba nesta semana para apresentar os seus serviços e realizar um estudo de mercado da cidade. O objetivo é prospectar novos clientes, oferecer expansão de serviços mais carentes na cidade e movimentar a economia regional.
Ambos estiveram na sede da Acia ontem, na Rua Torres Homem, conversando com a imprensa e apresentando seus trabalhos. Eles também fariam reuniões com empresários da cidade.
CEO de banco acredita que sua tecnologia será moda em pouco tempo
Simone Abravanel é CEO do Pitaia Bank, banco digital que lançou em dezembro de 2018, e que trabalha com a tecnologia blockchain, que permite transações mais seguras via internet, inclusive utilizado moedas digitais como, por exemplo, o bitcoin. De acordo com Simone, o objetivo do banco é digitalizar de vez as transações e alcançar a parcela da população que não se utiliza destes serviços.

“A minha plataforma aceita desbancalizados. Temos hoje 30% da população brasileira desta forma, o que significa R$ 800 bilhões passando de mão em mão, somente em dinheiro, estas pessoas têm que ser incluídas na sociedade”, afirmou.
De acordo com Simone, a tecnologia blockchain, que busca evitar fraudes em transações bancárias, ainda é inicial, mas em breve será algo essencial no mercado. “Essa tecnologia blockchain, que ainda é muito nova, ela vai mudar o mercado financeiro assim como a internet mudou nossa maneira de se comunicar”, disse.
A intenção da empresária é difundir os serviços de seu banco digital no interior do país e a primeira cidade visitada foi Araçatuba. Simone disse que gostou do que encontrou por aqui. “Eu gostei muito, achei a cidade incrível, grande, acho que eu acertei em cheio em vir pra Araçatuba”, concluiu.
Advogado vê déficit na rede hoteleira
Já Guilherme Hildebrand trabalha como advogado e é um dos sócios de um escritório em São Paulo. Atuando na área de franqueamentos, ele identificou um déficit na rede hoteleira de Araçatuba e acredita que é urgente o aumento da demanda deste tipo de serviço na cidade, principalmente por conta de grandes eventos como os da ABQM, a Associação Brasileira do Cavalo Quarto de Milha. “Essa questão da ABQM mudou radicalmente a cidade, a gente verificou pelo número de vendas do comércio local. Como são três eventos por ano, o dinheiro que rodará será muito maior aqui em Araçatuba, então o setor hoteleiro emergencial”, disse.
Por outro lado, o advogado viu em Araçatuba um potencial para a expansão de franquias no setor de agropecuária, caça e pesca. “Eu vejo que o comércio local nestes setores acaba vendendo muito pela internet. Isso não permite que o consumidor tenha o acesso direto ao produto. Então se você fizer expansão da rede para outras cidades, nem precisa de grande coisa, se você tiver uma loja em cada cidade da região periférica já é o suficiente”, concluiu.

 


Compartilhe esta notícia!