PEI - Programa de Ensino Integral chegará a escola Genésio de Assis, em Araçatuba

Escolas de Araçatuba e Guararapes entrarão em programa de ensino integral pela primeira vez em 2022

Diego Fernandes – Araçatuba / Guararapes

Sete escolas da região de Araçatuba farão parte da ampliação do Programa de Ensino Integral, anunciado na última semana pelo governo do estado de São Paulo. Dentre as escolas beneficiadas, cinco são do município de Araçatuba e duas de Guararapes.
A informação foi confirmada ontem pela reportagem junto à assessoria de imprensa do governo de São Paulo. Com isso, as sete unidades da região de Araçatuba fazem parte das 952 escolas que vão passar a integrar o programa a partir do ano letivo de 2022.
Ao todo são agora 2.029 escolas que passam a integrar o Programa de Ensino Integral, representando 457 dos 645 municípios do estado, ofertando mais de 1 milhão de vagas.
As cinco escolas de Araçatuba que passarão a fazer parte do programa no ano que vem são a E.E. Genésio de Assis, no bairro Paraíso; E.E. José Arantes Terra, no Alvorada; E.E. José Augusto Lopes Borges, no Vila Nova; E.E. José Cândido, no Higienópolis; e E.E. Conjunto Habitacional Ezequiel Barbosa. Em Guararapes, passarão a fazer parte do programa as Escolas Estaduais Aimone Sala, no bairro Rio Branco; e Waldemar Queiroz, no Centro.
De acordo com Bruna Waitman, que é coordenador do centro de mídias da secretaria estadual de educação, com a inclusão destas escolas no programa de ensino integral já no ano que vem, o estado antecipa uma meta traçada pelo governo federal.
“O Plano Nacional de Educação indica que os estados deveriam até 2024 garantir que 25% dos seus alunos estivesse em tempo integral, e aqui no estado de São Paulo já estamos antecipando esta meta para 2022. Com essas mais de 1 milhão de vagas, estamos conseguindo atingir essa meta. De 2018 para cá, aumentamos em quase 9 vezes”, disse Bruna em entrevista exclusiva para o SRC. Ela afirmou que eram 115 mil vagas de ensino integral no estado há 3 anos atrás.
Bruna ressaltou a importância do ensino integral, enfatizando que o aluno não fica simplesmente mais tempo na escola, porém desenvolve uma série de atividades que auxilia no aprendizado.
“Tem muita gente que acha que é só sobre ter mais tempo. O aluno fica mais tempo na escola. Mas o grande segredo está no que acontece nesse tempo a mais. Além de ter as aulas, o aluno vai ter várias outras aulas, como tutoriais, que é o acompanhamento individual do professor. Haverá orientações de turnos para ajudar na organização da rotina escolar, tem as práticas experimentais para colocar a mão na massa”, disse Bruna. “Tudo isso leva as escolas desse programa a terem um resultado impactante na aprendizagem dos alunos. As 33 escolas com melhor resultado no IDEB de 2019, todas são do Programa Ensino Integral”, completou a coordenadora.

Ampliação
O segundo processo de adesão de 2021, conduzido pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, validou 171 escolas que estão em 103 municípios, dos quais 31 vão integrar o PEI pela primeira vez.
Este grupo se soma às 781 unidades anunciadas no mês de julho. Atualmente, são 448 mil estudantes atendidos em 1.077 escolas de 308 cidades, de todas as 91 Diretorias de Ensino.
“No último anúncio, falamos que em 2022 seriam 929 mil vagas em PEI. Considerando essas 171 novas escolas, são mais 97 mil vagas”, destacou o secretário da educação, Rossieli Soares, durante anúncio na última semana.
Com o avanço, a partir do próximo ano letivo, serão 261 escolas do PEI de anos iniciais (1° ao 5°ano), 1.563 de anos finais (6° ao 9°ano) e 1.570 de ensino médio (que representam 18%, 42,6% e 43% da rede estadual, respectivamente). (Com informações do governo de SP)

Veja também

Polícia Ambiental fiscalizou 30 pontos de venda de peixe

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Nos dias de 21 e 22 de outubro de 2021 a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *