8.2 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 18, 2022

Endividamento faz crescer a busca por crédito financeiro em Araçatuba

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Com o aumento dos preços dos combustíveis, dos alimentos, das contas de luz, dentre outros, o endividamento e a busca por crédito para cobrir as dívidas tem crescido.

Uma pesquisa divulgada pela CNC, Confederação Nacional do Comércio, mostrou que a quantidade de brasileiros endividados bater recorde no mês de março, com pelo menos 77,5% de famílias brasileiras que fecharam o mês de março deste ano com algum tipo de dívida.

O crescimento registrado em relação a março do ano passado foi de 10,3% no número de pessoas com dívidas. 

De acordo com a CNC, é o maior percentual registrado em 12 anos, que é o período em que a Confederação faz este tipo de pesquisa. 

O cartão de crédito foi o vilão das famílias de renda mais alta, enquanto o cheque especial e o crédito pessoal atrapalharam as famílias de renda mais baixa, segundo a pesquisa.

Em Araçatuba, a busca por crédito aumentos nos últimos meses, devido além da alta dos preços, também à desvalorização da moeda, de acordo com o gerente de uma financiadora Gabriel Andriotti. Ele afirma, porém, que pelo endividamento e pelo score baixo de alguns clientes, as negativas para os pedidos de crédito também cresceram.

“Com o cenário de desvalorização da nossa moeda e perda do poder de compra, a demanda por procura de crédito teve aumento sim, porém a concessão do mesmo não acompanhou esse aumento. Bancos ficam mais cautelosos em cenários de incertezas”, explicou.

Andriotti lembra que os juros subiram e isso também dificulta o pagamento de empréstimos, o que prejudica o consumidor e o mantém endividado.

“O custo do dinheiro aumento significativamente no último ano. A base de cálculo tem a SELIC, que saiu se 2% ao mês, para quase 12% ao mês, com isso os juros subiram para o consumidor final”, afirma. “O aumento do endividamento não se trata somente de empréstimos, pois se financiamento habitacional sobe, juntamente se sobe o endividamento, se o aumento de venda de carros aumenta, se aumenta o endividamento”, elencou o gerente financeiro.

Dicas

Gabriel Andriotti citou algumas dicas para os araçatubenses que estão endividados. Segundo ele, não se comprometer acima do que ganha e tentar arrumar outras fontes de renda são algumas possibilidades para tentar sair do endividamento.

“Primeiramente evitar se comprometer acima da renda garantida por mês. Havendo possibilidade e ou recurso financeiro, solicite a quitação antecipada de trás para frente, as instituições financeiras são obrigadas a amortizar os encargos, assim tendo desconto na parcela de seu empréstimo ou financiamento”, disse. 

No caso da possibilidade de renda extra, Gabriel Andriotti afirma que desenvolver possíveis talentos pode ajudar na formalização de uma nova renda. 

“Com o cenário novo, pós pandemia, vemos muitas pessoas em busca de renda extra, explorando diversas fontes e formas de garantir o extra. Analise se possui alguma habilidade ou talento e tente algo que goste de fazer e transforme em renda extra”, afirmou.

 

Ultimas Noticias