PREJUDICADO - Setor de bares e restaurantes funciona sem restrições há apenas um mês

Empresários admitem benefício da medida, mas reclamam de preços de insumos para manutenção do setor

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Empresários do setor de bares e restaurantes de Araçatuba consultados pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL consideram que a redução de ICMS e o anúncio da linha de crédito é apenas um primeiro passo para o auxílio dos empresários que ficaram prejudicados durante a pandemia.

 

Segundo eles, com os constantes aumentos em insumos, os donos de estabelecimentos esperam que mais medidas em favor do setor sejam anunciadas nos próximos dias. 

 

O proprietário do Joaquins Food Park, Sildemar Paulucci, admitiu que a ajuda é “bem-vinda”, porém ainda reclama do preço dos alimentos, principalmente da carne, além do alto preço nas tarifas de energia elétrica, que ainda complicam o trabalho, segundo ele.

 

“A gente acha que surte pouco resultado efetivo. A gente vê o próprio reflexo da bomba de gasolina, quando se mexe para abaixar a diminuição dificilmente chega até nós. Ele (no caso, a medida) reflete, lógico que sim, qualquer ajuda é bem-vinda”, afirmou. 

 

Dono de estabelecimento com vários trailers voltados para a gastronomia, Paulucci afirmou que todos os empresários que trabalham em seu food truck não se empolgaram tanto com as medidas, e esperam novos anúncios para auxílio do setor nos próximos dias.

 

“O governo deveria estar fazendo muito mais, principalmente com as dificuldades que estamos passando com os altos preços dos alimentos devido à seca, carne a preços absurdos. A gente tem pago um preço muito alto e a gente não consegue passar para o nosso cliente. Conta de luz na tarifa vermelha, conta de água, é muito pouco. Não dá pra fazer tanta festa. Mas temos que agradecer, pelo menos já é alguma coisa pensando no setor”, completou.

 

Já para a empresária Luciane Pinese, representante da UECAR, a União das Entidades de Classe de Araçatuba e Região, a medida soa como uma “esmola” após as medidas rígidas durante a pandemia.

 

“Agora ele vai investir milhões, para tentar limpar a imagem dele. Como todo bom brasileiro tem memória curta, vão se esquecer disso e exaltar essa esmola que ele está dando para poder fazer o povo esquecer dos danos causados. Que tudo o que passamos nessa pandemia sirva de exemplo”, declarou. 

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Shopping faz entrega de mil exemplares de livro em escolas e entidades de Araçatuba

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Como parte da programação do mês das crianças, a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *