HISTÓRICA - Funerária Cardassi atua em Araçatuba desde 1932

Em quase 9 décadas, empresa funerária passa de geração para geração na cidade

Diego Fernandes – ARAÇATUBA

Considerado um dos empreendimentos comerciais mais antigos de Araçatuba, a Cardassi, empresa funerária, faz parte de 89 dos 113 anos da cidade.
Em entrevista concedida à edição do último dia 11 de novembro do jornal O LIBERAL REGIONAL, um dos administradores da empresa, Gustavo Cardassi, contou que o empreendimento é quase centenário, sendo que foi fundado por seu avô em 1916, na cidade de Bebedouro.
“A Cardassi começou em Araçatuba no ano de 1932, veio do meu avô, Francisco Cardassi, é uma das empresas mais antigas da cidade, inclusive, e veio passando de geração a geração, depois passou pro meu pai e agora está na terceira geração. A origem da Cardassi aconteceu na cidade de Bebedouro, em 1916, com o meu avô e o irmão dele, depois meu avô se mudou para Araçatuba em 1928 e fundou a Cardassi em 1932”, explicou.
De acordo com o gerente da empresa, Alex Sandro dos Santos, atualmente a Cardassi realiza cerca de 150 atendimentos mensais na cidade para funerais, sepultamentos / cremações.
O serviço se expandiu também para municípios da região como Andradina, Birigui, Valparaíso, Mirandópolis e Três Lagoas (MS).
“Infelizmente alguém tem que prestar esse serviço funerário, então nós tentamos fazer sempre da melhor forma”, disse o gerente da empresa.
Atualmente, a empresa está investindo no espaço de cinzário localizado na Capela de velórios que fica na avenida Saudade. A nova opção foi construída no segundo andar da capela e vem tendo cada vez mais famílias adeptas, devido à falta de espaço e o encarecimento da manutenção nos cemitérios.
“A procura por cremação hoje está muito grande. Existem famílias que não querem ter vínculo com o cemitério, que já estão todos lotados. Quem tem lá seu túmulo, é da família, mas hoje se vier uma pessoa a falecer e a família não tem túmulo, tem que adquirir e o preço não é barato. Às vezes a pessoa vem a falecer e pega a família desprevenida. A cultura de cremação de corpos já está sendo bem aceita pelos familiares”, afirmou Alex Sandro.

Veja também

Andradina inicia vacinação de crianças

DA REDAÇÃO – Andradina A primeira criança a ser vacinada em Andradina foi a pequena …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *