PRAZOS - Nos dias 24 e 26 deste os papeis impressos deverão ser levados à Secretaria Municipal de Educação

Educação recebe até o dia 19 inscrições para 120 bolsas de estudo a universitários carentes

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO

Universitários carentes de Birigui têm até o dia 19 de fevereiro para se inscrever no programa de bolsas de estudo da Secretaria de Educação. Serão distribuídas 120 bolsas, no valor de R$ 1 mil cada, que será pago em dez parcelas mensais. O benefício é destinado a estudantes cujas famílias residem no município há pelo menos cinco anos.

As inscrições foram abertas nesta segunda-feira (8) e devem ser feitas exclusivamente pela internet, no endereço http://www.semebi.com.br/bolsa. É vedada a participação de candidatos com disciplinas em regime de dependência ou que já possuam curso superior completo. Duas ou mais pessoas da mesma família não podem usufruir do mesmo benefício.

Após o preenchimento, o formulário de inscrição deverá ser impresso e entregue entre os dias 24 e 26 deste mês na Secretaria Municipal de Educação. A pasta fica no Centro de Formação do Professor e Atendimento ao Aluno, na rua Anhanguera, 1.155, Jardim Morumbi. O atendimento nos três dias será das 8h às 11h30 e das 13h às 17h.

O candidato deverá anexar cópias da declaração de renda familiar, carteira de trabalho ou holerite com salário atualizado do inscrito e familiares, entre outros discriminados no formulário. É necessário entregar ainda histórico escolar e atestado de matrícula, assinado pelo responsável da instituição, com declaração de não dependência ou retenção de termo ou série anterior.

 

CLASSIFICAÇÃO

Para a classificação serão usados como critérios a faixa econômica, de acordo com a renda familiar per capita, e o melhor aproveitamento escolar do candidato. Para fins de desempate, serão utilizados os critérios de maior idade e número de filhos, respectivamente. A análise da documentação e seleção será feita por uma comissão nomeada pelo Executivo.

Considera-se carente o candidato que não estiver em situação de custear os seus estudos em estabelecimento de ensino particular, sem prejuízo do sustento próprio ou da família, bem como aquele cujos pais ou responsáveis não tenham condições financeiras. O decreto 6.824/2021 regulamentando a distribuição do benefício foi publicado no Diário Oficial Eletrônico no dia 25 de janeiro.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Balconista é preso com 85 tijolos de maconha

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O balconista G.G.S, 38 anos, residente em Goiânia (GO), …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *