TRANSFERÊNCIA - Sem credenciamente, Santa Casa pede a transferência de crianças para outras unidades DSIVULGAÇÃO

DRS nega credenciamento de leitos covid para pacientes pediátricos na Santa Casa

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A Santa Casa de Araçatuba já colocou na Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde)  para que um total de três pacientes que estão internados na UTI Neonatal e Pediátrica da Santa Casa de Araçatuba em quadros clínicos de suspeita de covid sejam  transferidas para outros hospitais.

A remoção será necessária porque a Vigilância Sanitária do Departamento Regional de Saúde de Araçatuba, negou o pedido para credenciamento e habilitação de cinco leitos intensivos pediátricos, em caráter emergencial.

O hospital que desde o início da pandemia á atendeu 168 pacientes pediátricos dos 40 municípios da região de Araçatuba, dos quais 149 ficaram internados na UTI Neonatal e Pediátrica dentre suspeitos e positivos para covid, e cujos quadros clínicos que exigem tratamento intensivo, foi considerado como não apropriado para a ampliação solicitada.

No parecer técnico, o médico Henrique Cesar Pereira, diz que “em vistoria realizada no estabelecimento observei que o mesmo não dispõe de espaço físico apropriado e seguro além de recursos humanos para credenciamento de leitos pediátricos tipo II, mesmo que em caráter temporário”.

Em nenhum momento do parecer, a Vigilância Sanitária sugeriu que o hospital fizesse qualquer tipo de adequação. Simplesmente, indeferiu o pedido de credenciamento.

Desde o início da pandemia, a Santa Casa de Araçatuba recebeu dezenas de pacientes positivos e suspeitos de covid, em idades pediátricas encaminhadas pelas 40 cidades para as quais é referência em tratamento intensivo pediátrico.

Os pacientes relacionados ao coronavírus são internados em leitos implantados em área anexa a UTI Neonatal e Pediátrica, considerada pelo intensivista e neonatologista Anderson Azevedo Dutra como “adequada a esses atendimentos e permite observação intensiva e eventual piora clínica”.  Dutra informa que os leitos têm registrado ocupação média de 80%.

A estrutura inclui equipe médica e enfermagem especializada em tratamento intensivo pediátrico e equipamentos para monitorização, hemodinâmica respiratória, e ventilação mecânica com os respiradores que foram doados ao hospital.

Dentre o instrumental, estão quatro respiradores doados pelo Ministério da Saúde. Os equipamentos foram solicitados ao deputado estadual Reinaldo Alguz e deputado federal Enrico Misasi, ambos do Partido Verde (PV).

O diretor técnico da Santa Casa de Araçatuba confessa estar surpreso pela conduta da Vigilância Sanitária.  “Fiquei bastante surpreso, pois neste momento de comoção mundial e com a escassez de leitos de UTI’s em que todos os hospitais do País e do mundo estão em fase de adaptação de leitos a fim de atender os pacientes que muitas vezes acabam morrendo devido à letalidade do vírus esperando em filas de leitos principalmente de UTI’s”, afirma Giulio Stanco Coscina Neto.

O diretor técnico questiona se os mesmos critérios foram adotados para liberação de outros hospitais na região.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Araçatuba tem forte nevoeiro neste sábado após queda na temperatura

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Araçatuba despertou neste sábado (12) com um forte nevoeiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *