DEVAGAR - Segundo empresário, movimento de estabelecimento ainda não voltou ao normal com funcionamento até 21h

Dono de lanchonete pede explicações sobre horário noturno ao Ministério Público

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Proprietários de lanchonetes e restaurantes de Araçatuba veem com preocupação o recuo do governo do estado na extensão do horário de funcionamento dos estabelecimentos noturnos. O temor é que possa haver um recuo nestas duas semanas, devido a manutenção dos índices da pandemia no estado.

Para o empresário Sildemar Paulucci, proprietário do Joaquins Food Park, as medidas tomadas pelo governo não estão surtindo efeito, já que mesmo com o toque de recolher começando às 21h, diversas festas clandestinas seguem ocorrendo no município.

“O problema é que as medidas tomadas pelo governo não estão contendo a população, você viu que há notificações de festas clandestinas, elas continuam, enquanto isso os bares e restaurantes estão pagando o preço. O comércio até está conseguindo trabalhar, mas os bares e restaurantes estão sendo os mais penalizados neste momento”, afirmou o empresário.

No último final de semana, fiscais do município e policiais militares fecharam nove festas clandestinas que ocorriam em pontos diferentes de Araçatuba.

Paulucci é um dos precursores do movimento que envolve a UECAR, União das Entidades de Classe de Araçatuba e Região, e o Sindicato dos Hoteis, Bares, Restaurantes e Similares de Araçatuba, que tenta junto às autoridades a extensão do horário de funcionamento para 23h. De acordo com ele, foi enviado pelo grupo um questionamento ao Ministério Público sobre a eficiência prática do horário estabelecido pelo estado.

“A gente pediu para o promotor uma explicação técnica disso, ele está dentro do prazo de legalidade para me responder, ainda não foi respondido o questionamento, então estamos aguardando”, explicou.

O grupo chegou a anunciar durante manifestação em prol do presidente Jair Bolsonaro no dia 1º de maio, em Araçatuba, que abriria os estabelecimentos noturnos até 23h. Houve um recuo, porém, na expectativa de que autoridades municipais e estaduais cedessem e flexibilizassem as regras, o que ainda não ocorreu.

O empresário afirma que três lanchonetes do seu estabelecimento já encerraram as atividades e afirma que a recuperação econômica após a reabertura está complicada

“Infelizmente até 21h não é viável. Já fecharam muitos estabelecimentos aqui em Araçatuba. No Joaquins nós estamos com três estabelecimentos encerrando as atividades, porque eles não conseguem arcar com seus custos trabalhando apenas duas horas por dia”, completou Paulucci.

 

 

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Prefeitura instala placas com indicações de direção erradas para pontos turísticos de Araçatuba

Compartilhe esta notícia!Diego Fernandes – ARAÇATUBA Com o objetivo de fazer indicações turísticas, a prefeitura …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *