20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 16, 2022

Diretoria da Santa Casa flexibiliza visitas religiosas aos pacientes internados

Diretoria da Santa Casa flexibiliza visitas religiosas aos pacientes internados

Desde essa sexta-feira (15), ministrações religiosas aos pacientes internados na Santa Casa de Araçatuba podem ser realizadas todo o dia em faixas horárias específicas às necessidades dos fluxos internos das alas de internação do complexo hospitalar.

O anúncio da revogação da normativa anterior que limitava visitas pastorais em dias específicos da semana foi feito pelo provedor Petrônio Pereira Lima durante reunião realizada com os padres Roberto Teixeira, Lucas Alan Costa, Rodney Mendes respectivamente titulares das paróquias Santana, São Sebastião e Paraíso.

Com a flexibilização, ministrantes com cadastro atualizado na instituição poderão realizar ofícios religiosos de domingo a domingo nas seguintes faixas horárias: Leitos de enfermarias das 14h às 22h; UTIs das 11h às 11h30 e das 18h às 18h30;  e Pronto-Socorro: das 11h às 11h30.

As ministrações deverão ser realizadas num período de 15 minutos. Poderá haver suspenção temporária de acesso aos leitos em caso nestas faixas horárias ocorra intercorrência com pacientes na ala a ser visitada. Porém a visita será liberada tão logo a situação seja estabilizada.

Situações extremas nas quais haja manifestação do paciente e/ou familiares por ministração de unção dos enfermos (extrema-unção) deverão ser apresentadas à Administração do hospital para autorização especial.

O provedor Petrônio Pereira Lima explicou aos padres que a reunião consolidou o propósito da diretoria de aprimorar as ações de humanização dos atendimentos.

Católico, Petrônio Lima disse que a flexibilização para que visitas religiosas sejam realizadas todos os dias “representa a preocupação da direção do hospital em relação ao conforto espiritual dos pacientes e acompanhantes”.

O padre Rodney Mendes considerou a flexibilização um importante avanço. “O diálogo com a diretoria da Santa Casa é sempre muito importante para o bom funcionamento das visitas religiosas. Trata-se de um direito do paciente e que nós a realizamos com amor aos nossos irmãos doentes”, afirmou o padre.

 

Capela  pode desabar

Na reunião, o provedor apresentou aos padres a situação da Capela Sagrado Coração de Jesus.  Construída entre os anos 40 e 50 para ofícios religiosos, a capela com atividades suspensas há vários anos em decorrência de rachaduras no teto. 

Os padres foram levados pelo provedor até a capela para verem a avaria e concluíram que o local não oferece segurança. 

“A capela precisa de uma intervenção, ao contrário poderá desabar”, informou o provedor. De acordo com Petrônio Lima o hospital já possui estudo de engenharia e arquitetura para tornar a capela um ambiente seguro.

 “Demonstramos essa preocupação aos padres para que encaminhem o assunto à Diocese de Araçatuba para que possamos discutir uma solução para a situação”, informou o provedor.

Paralelamente a diretoria está realizando pesquisas para saber se a capela é propriedade da Santa Casa de Araçatuba ou da Mitra Diocesana. “A necessidade de reforma é urgente e o hospital precisará de apoio financeiro para realizar a obras”, disse Petrônio Lima.

 

Ultimas Noticias