11.8 C
Araçatuba
quinta-feira, maio 19, 2022

Deputado recém-eleito vai propor lei que agiliza condenações por acidentes de trânsito

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

De 30 de outubro até a presente data, o trânsito de Araçatuba registrou três mortes. Primeiro, um estudante de 18 anos, que não resistiu ao bater sua moto na parede de uma casa de rações. No último dia 5, mais uma condutora de moto foi a óbito. Cláudia Santos morreu, ao deixar a padaria onde trabalhava, quando seu veículo foi atingido por um caminhão. Dois dias depois, outro motociclista, de 45 anos, foi vítima da colisão de sua bicicleta com uma moto.

Esta triste realidade, motivo de dor para familiares e amigos, além de reforçar a necessidade de segurança e conscientização ao trafegar em ruas e avenidas, traz também uma preocupação com relação à economia.

Informação divulgada no final do ano passado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária mostra que, em média, o Brasil gasta R$ 52,2 bilhões com acidentes de trânsito. Esta constatação levou o deputado federal recém-eleito Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) a definir seu primeiro projeto assim que tomar posse, em janeiro do próximo ano. “Vamos propor uma lei que dê efetividade à Justiça Criminal no que diz respeito a acidentes de trânsito”, afirmou Luiz Flávio, que é jurista. Na última quinta-feira, ele esteve em Araçatuba para se reunir com advogados e apoiadores de sua campanha para a Câmara federal a fim de agradecer a votação recebida.

Eleito para seu primeiro mandato, Professor Luiz Flávio, como é conhecido 86.433 votos, sendo 1.211 em Araçatuba, onde fez dobradinha com a vice-prefeita Edna Flor (PPS), que concorria a deputada estadual. O objetivo da proposta, enfatizou ele, é justamente garantir economia aos cofres públicos. “Todo esse valor é gasto com hospitais, médicos, infraestrutura, medicamentos, pronto atendimento, reparos em veículos… E tudo é pago por meio de impostos”, avalia. “É um recurso que deixa de ser investido em educação, saúde, saneamento básico, entre outras demandas da socidade. Isso é um absurdo”, declarou ele, em entrevista ao jornal O LIBERAL REGIONAL.

Luiz Flávio acredita que, com uma legislação capaz de tornar mais célere e rigorosa as punições aos infratores, a tendência é o montante apontado pelo observatório cair significativamente. O socialista, no entanto, só adiantou detalhes da proposta, mas assegurou que pretende levar essa discussão de imediato à Câmara.

DISPOSIÇÃO

É justamente por causa da votação recebida em Araçatuba que Luiz Flávio afirmou que quer se colocar como um deputado da cidade. “Sabemos que o município não elegeu deputados federais, então, pela votação que aqui obtive, quero me colocar a disposição de prefeitos e vereadores no atendimento a demandas locais”, afirmou o jurista. “Estou com Araçatuba. É importante ser eleito e voltar aos municípios. É isso o que vou fazer”, disse.

Jurista apoia indicação de Moro e declara apoio a Bolsonaro

Eleito pelo PSB, partido que apoiou o candidato derrotado Fernando Haddad (PT) no segundo presidencial, Luiz Flávio afirmou que irá apoiar o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) em ações de combate à corrupção e na concretização de reformas às quais considera necessárias.

“Bolsonaro falou que vai abrir a ‘caixa preta’ do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Eu estou de acordo. Precisamos saber quem se apropriou do dinheiro da instituição”, declarou o jurista, que, antes de se eleger, ganhou notoriedade nas redes sociais com suas críticas à corrupção na política brasileira, além de ter proferido palestras e escrito livros e artigos sobre o tema. Seus textos, aliás, são publicados em O LIBERAL.

Por essa razão, Luiz Flávio avaliou positivamente a indicação do juiz federal Sergio Moro para o Ministério da Justiça. “Ele (Moro) coloca a Lava Jato no próprio governo”, afirmou. “Agora, o que é mais importante? Chegar-se à segunda fase da Lava Jato. Até o momento, a operação já pegou políticos e empresários. Há muita suspeitas que recaem também sobre juízes e ministos, então, é a oportunidade de se desvendar o que está oculto.”

Quanto ao combate à corrupção, Luiz Flávio não fala apenas em seguir a pauta de Bolsonaro. O deputado eleito promete discurso endurecido em defesa do fim do foro privilegiado e contra a corrupção no ambiente privado.

Apesar do apoio ao presidente nesses pontos, Luiz Flávio promete postura independente no Legislativo, sem compor bancada. “O importante é o mérito de cada projeto. E todas as minhas decisões levarão em conta a ética.”

 

Ultimas Noticias