Começa hoje o toque de recolher; trabalhadores podem circular

Compartilhe esta notícia!

 DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Começa nesta sexta-feira, às 23 horas, o período de restrição determinado pelo governador João Doria com orientação de equipe técnica. Há informações de que a área técnica defendia medias mais restritivas, mas o governador optou pelo “toque de recolher” para inibir a circulação de pessoas no período noturno desnecessariamente. No entanto, não está claro como será a fiscalização.

“A restrição estabelecida é fundamentalmente para evitar eventos e situações onde pessoas participam de aglomerações desnecessárias, multiplicam a contaminação e ampliam a possibilidade de óbitos”, declarou o governador João Doria. “Hoje, nós estamos pagando um preço caro. Vidas se perderam e estão sendo perdidas em função de aglomerações”, acrescentou ao falar sobre as restrições.

De acordo com o governo estadual, os serviços essenciais continuarão a funcionar normalmente durante qualquer período, inclusive o horário restrito. Além disso, os trabalhadores poderão transitar normalmente, não estando sujeitos a qualquer penalidade. Na prática, o Governo do Estado vai endurecer a fiscalização contra aglomerações em qualquer horário e eventos ilegais ou proibidos aos finais de noite e madrugadas.

Segundo o coordenador do Centro de Contingência, Paulo Menezes, houve aumento significativo no número de internações em São Paulo nas últimas semanas, principalmente em relação a pacientes graves com covid.

Na região de Araçatuba houve ligeiro aumento no número de internações, com alguns hospitais próximos de 100% de ocupação. Além disso, houve também aumento no número de mortes. nos últimos dias.

 

FISCALIZAÇÃO

Embora o governo do Estado tenha afirmado que vários órgãos estarão envolvidos na fiscalização, a situação não está muito clara. A Prefeitura de Araçatuba disse que a fiscalização quanto à circulação de pessoas compete à PM (Polícia Militar). “A Guarda (municipal) não fará essa fiscalização, apenas continuará a acompanhar os fiscais nos casos que já estamos fazendo, como campos de futebol, comércio, restaurantes, enfim, até onde há competência do município. Por que a circulação de pessoas, fica na responsabilidade do Estado”, disse a Prefeitura.

“A competência para essa fiscalização compete às Prefeituras de cada município e à Vigilância Sanitária. Caso esses órgãos acionem a Polícia Militar para apoiar nas ocorrências, os policiais prestaram o auxílio. Não há nenhum planejamento por parte da Instituição para fiscalizar as medidas restritivas”, informou a Polícia Militar.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Banco de Sangue de Araçatuba convoca doadores

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O Banco de Sangue de Araçatuba faz um apelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *