CINZÁRIO - Local fica disponível para visitar na Capela da Cardassi na avenida Saudade

Com aumento na procura por cremação, Cardassi já planeja ampliar cinzário em Araçatuba

Diego Fernandes – ARAÇATUBA

Com os cemitérios municipais com poucos espaços disponíveis, sendo que no da avenida Saudades já não há mais lugares disponíveis para a construção de túmulos, a cremação passou a ser uma alternativa para moradores de Araçatuba na hora de se despedir de seus entes queridos.
Dados da empresa funerária Cardassi, dão conta de que aumentaram muito os pedidos para cremação de corpos nos últimos três anos. De acordo com o gerente da empresa, Alex Sandro dos Santos, foi necessária a criação de um cinzário para algumas famílias por conta do aumento na busca por este tipo de serviço.
O primeiro espaço do tipo criado pela empresa foi montado no segundo andar da Capela Cardassi, localizada na avenida Saudades, em Araçatuba. Em uma sala reservada foram disponibilizados espaços para as famílias, onde as urnas que contém as cinzas do ente querido já falecido são guardadas e disponibilizadas para visita, bem como ocorre nos cemitérios com os túmulos.
Para Alex Sandro, a maior aceitação pela cremação partiu dos próprios familiares, que por conta da religião relutavam em adotar essa medida. Ele também afirma que algumas famílias não possuem espaço nos cemitérios municipais e acaba ficando mais em conta o serviço do cremação do que a compra de espaço em cemitérios particulares.
“Hoje, a cultura da cremação dos corpos já está sendo bem aceita pelos familiares. O pessoal utilizava até o dizer bíblico do pó viemos ao pó voltaremos, mas hoje essa crença já está sendo quebrada, sempre respeitando a decisão dos familiares”, afirmou o gerente da Cardassi. “A procura por cremação hoje está muito grande. Existem famílias que não querem ter vínculo com o cemitério, que já estão todos lotados. Quem tem lá seu túmulo, é da família, mas hoje se vier uma pessoa a falecer e a família não tem túmulo, tem que adquirir e o preço não é barato. Às vezes a pessoa vem a falecer e pega a família desprevenida”, comentou.
Por conta do aumento na procura, a empresa já disponibilizou um novo espaço na Capela para ampliação do cinzário, que começará em breve, ainda sem data definida.

Volta ao normal
O gerente da Cardassi afirma que os trabalhos da empresa estão voltando ao ritmo normal com a drástica queda nos índices da pandemia.
Segundo Alex Sandro, a empresa costuma realizar 150 atendimentos para funerais, sepultamentos e cremações durante o mês, porém, durante o pico da pandemia entre março e abril deste ano, a média de serviços do tipo dobrou, com cerca de 300 atendimentos por mês.
Para o gerente da empresa, o avanço da vacinação foi fundamental para a queda no número de mortes por causa da pandemia.
“Infelizmente alguém tem que prestar esse serviço funerário, então nós tentamos fazer sempre da melhor forma, mas a vacinação ajudou muito na diminuição da média de atendimentos”, comentou.

Histórico
Fundada por Francisco Cardassi em 1932, uma das empresas mais antigas de Araçatuba foi, na verdade, fundada em Bebedouro. Segundo Gustavo Cardassi, um dos administradores da empresa atualmente, essa já é a terceira geração no comando dos negócios.
“A Cardassi começou em Araçatuba no ano de 1932, veio do meu avô, Francisco Cardassi, é uma das empresas mais antigas da cidade, inclusive, e veio passando de geração a geração, depois passou pro meu pai e agora está na terceira geração. A origem da Cardassi aconteceu na cidade de Bebedouro, em 1916, com o meu avô e o irmão dele, depois meu avô se mudou para Araçatuba em 1928 e fundou a Cardassi em 1932”, explicou Gustavo Cardassi.
Atualmente, a empresa mantém atendimento em diversas cidades. Além de Araçatuba, locais como Birigui, Andradina, Valparaíso, Mirandópolis e Três Lagoas (MS) também possuem os serviços.

CAPELA – Espaço dedicado à cerimônias de velório foi inaugurado em 2016
89 anos – Empresa funerária foi fundada em 1932; sede fica na rua Tiradentes, em Araçatuba

 

Veja também

Região tem pouco mais de 72% da sua população totalmente imunizada contra a covid-19

Diego Fernandes – Araçatuba Durante esta semana, ao decidir sobre a flexibilização do uso de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *