Home Cidades Araçatuba Câmara abre CPI para investigar denúncias da Operação #TUDONOSSO

Câmara abre CPI para investigar denúncias da Operação #TUDONOSSO

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

A Câmara de Araçatuba instaurou, na noite de ontem, CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar denúncias da Operação #TUDONOSSO, feita pela Polícia Federal na semana passada.
Para ser criada, a comissão proposta pelo vereador Arlindo Araújo (PPS) precisava de apenas cinco assinaturas. No entanto, conseguiu a adesão da maior parte do parlamento: 12.
Apenas a presidente da Câmara, Tieza Marques de Oliveira (PSDB), e os vereadores Gilberto Batata Mantovani (PL) e Antônio Edwaldo Dunga Costa (DEM) não haviam assinado o documento até o fechamento desta edição.
A expectativa é de que os membros do grupo parlamentar sejam conhecidos em até 20 dias. Nesse período, a criação da comissão será avaliada pelo departamento jurídico, por questão regimental.
Deflagrada há exatamente uma semana, o operação da PF resultou no cumprimento de 15 de mandados de prisão. Alguns deles foram cumpridos em quatro secretarias da Prefeitura, além de empresas e residências dos investigados.
Os denunciados são acusados de integrar organização criminosa liderada pelo sindicalista José Avelino Pereira, o “Chinelo”, que, segundo a PF, tinha o objetivo de fraudar licitações e celebrar contratos de prestação de serviços com o município mediante a utilização de várias empresas registradas em nome de sócios e familiares.
Investigações do Ministério Público e do TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo), no entanto, consideraram os contratos regulares e rechaçaram denúncias de que o prefeito Dilador Borges (PSDB) seria um facilitador do esquema.


Compartilhe esta notícia!