22.6 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 25, 2022

Birigui fecha 2021 com crescimento de 28,3% nas exportações e movimenta US$ 29,8 milhões

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

Birigui terminou o ano de 2021 com US$ 29,8 milhões de dólares exportados, um crescimento de 28,3%, no comparativo com 2020. Parte deste resultado positivo se deve ao mês de novembro, cujas vendas somaram US$ 4,1 milhões, maior valor exportado pela cidade no ano passado.
Os valores movimentados pelas empresas biriguienses, ao preço do dólar do dia 14, ultrapassaram R$ 160 milhões em 2021. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia e compilados pelo Observatório de Inteligência Econômica da SDE (Secretaria de Desenvolvimento Econômico).
Com o resultado, o município obteve um superávit comercial de US$ 14,1 milhões de dólares. As importações totalizaram US$ 15,7 milhões em 2021. As empresas ampliaram o número de países compradores dos produtos locais, incorporando 11 novos mercados.
Em dezembro, as exportações alcançaram o valor de US$ 2.253.875 milhões, crescimento de 12,8% no comparativo com o mesmo mês de 2020. As importações somaram US$ 1.824.094 milhões, resultando em superávit comercial de US$ 429,8 mil dólares.
“Os resultados comprovam que apesar de todas as dificuldades que tivemos no ano passado, a economia biriguiense revelou mais uma vez sua força e capacidade de recuperação econômica gerando bons resultados no mercado interno e também externo”, disse o prefeito Leandro Maffeis.

PRODUTOS EXPORTADOS
Foram 73 países compradores dos produtos biriguienses em 2021, ante 62 no ano retrasado. Os cinco principais importadores foram o Equador, Argentina, Bolívia, Colômbia e China, mas os produtos locais alcançaram todos os continentes.
No topo dos principais produtos exportados está o calçado com sola exterior e parte superior de borracha ou plástico, com vendas de US$ 8,4 milhões (28% do total exportado pela cidade). O segundo produto mais vendido foi transformadores elétricos, totalizando US$ 5,5 milhões (18%).
O ranking é composto ainda por calçados com sola exterior de borracha, com US$ 5,1 milhões (17%); máquinas e aparelhos para agricultura, com US$ 3,2 milhões (11%). Em quarto lugar aparecem tortas de soja com US$ 2,2 milhões (7,4%) e, em quinto lugar, a soja com US$ 1,9 milhão (6,3%).
O secretário da SDE, Nivaldo Albani, avalia como positivo o crescimento sustentado e continuo das exportações locais. “A ampliação do número de países compradores e o crescimento das exportações são evidências da força industrial de Birigui que se materializa ainda na diversificação da pauta exportadora, trazendo importantes conquistas para nossa economia”.

OBSERVATÓRIO
O projeto Observatório de Inteligência Econômica é uma estrutura responsável por realizar estudos e pesquisas econômicas e acompanhar a evolução dos indicadores econômicos da cidade. Os relatórios divulgados pela SDE estão disponíveis no site sedecti.org.

 

 

Ultimas Noticias