20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 9, 2022

Após mandado de prisão, acusado de matar vizinhos se entrega à polícia

DA REDAÇÃO ARAÇATUBA

Na manhã dessa terça-feira (12), J.D.P., 29 anos, que era procurado pelo assassinato do casal o casal Robson Leandro Fioroto, 43 anos e Milena Gonçalves, 41, ocorrido na noite de sábado (9), no Bairro Atenas, em Birigui, se entregou à Polícia Civil. Ele estava acompanhado de seu advogado e deu suas versões do fato. Como na segunda-feira (11) a Justiça já tinha expedido mandado de prisão temporária, após ser ouvido, o rapaz foi recolhido a uma cadeia.

De acordo com nota do delegado Eduardo Lima de Paula, J.D.P. foi interrogado e formalmente indiciado pela prática do crime previsto no artigo 121 do Código Penal (homicídio), §2º, incisos II (motivo fútil) e IV (à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido).  

No depoimento à autoridade policial, o rapaz alegou que chegou em casa com o som automotivo alto e a vizinha teria invadido o quintal de sua residência e passado a proferir ofensas e ameaça de morte. “Em dado momento, ela saiu do quintal e foi para sua casa, tendo ele acreditado que ela fora buscar uma arma de fogo, razão pela qual, pegou em sua casa uma carabina, arma que havia “trocado” um ano antes em um aparelho de som com um desconhecido e que não estaria documentada em seu nome, com o intuito de se defender de uma possível agressão. Alegou não se recordar da dinâmica exata dos fatos, tendo em vista que tudo ocorreu rápido e não soube precisar quantos disparos efetuou. Disse não ter tido a intenção de matar a vítima, apenas queria se defender e alegou estar arrependido”, diz a nota.

O depoimento do rapaz é apenas uma parte do trabalho policial. As investigações vão continuar, já que a polícia tem outros recursos para se chegar como de fato ocorreu o crime. Até mesmo câmeras de casas próximas e relato de testemunhas podem colaborar com o trabalho investigativo.

Além disso, há o trabalho da Polícia Técnica e o laudo do Instituto Médico Legal que podem contribuir para definir como foi a morte das vítimas. Sabe-se que a mulher foi encontrada na rua, caída ao lado de um carro e o marido estava em um corredor lateral, no quintal da própria residência.

Com o trabablho de investigação avançado e os laudos periciais, o delegado poderá marcar a reprodução do crime para saber como foi a dinâmica do duplo assassinato.

 

O CRIME

Na noite de sábado, após o rapaz chegar em sua residência com volume alto do som do carro, Mirlene foi reclamar. Ela voltou para a residência dela e ao retornar, foi alvejada. Robson Leandro, que também tinha saído, foi ferido. Ele ainda conseguiu entrar no quintal de sua residência, mas também morreu.

 

Ultimas Noticias