TERRA - Grupo percorreu quase 70 quilômetros, com trechos em estrada de terra

Ações de conscientização marcam o Dia do Ciclista em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

No dia 19 de agosto foi comemorado o Dia Nacional do Ciclista. Em Araçatuba, o dia municipal foi instituído por lei em 2016.  De acordo com a lei municipal, as comemorações fazem parte do calendário oficial. Para marcar a data, a Associação de Ciclismo de Araçatuba (Ciclar) está promovendo ações de distribuição de brindes e adesivos refletivos. A primeira ação foi no dia 19, em frente à Color Visão. Ações foram desenvolvidas nesse sábado e estão programadas para hoje em frente à Indústria ZBN (estrada João Caserta), Condomínio Boulevard (Rodovia Teotônio Vilela) e no prédio do antigo Colaferro (Avenida José Ferreira Batista).

Nos últimos anos o ciclismo cresceu muito em todo o país. Todos os anos bate recorde de vendas e alimenta uma indústria paralela de acessórios e roupas especiais. Além disso, muitas cidades estão investindo em roteiros especiais para atrair turistas, como é o caso de Castilho e há uma proposta de cicloturismo envolvendo várias cidades da região de Andradina.

O advogado Cláudio Cardoso, um dos fundadores da Ciclar e entusiasta do ciclismo, disse que ainda não há um censo quanto ao número de praticantes do esporte ou da atividade na cidade. Mas é possível que tenha mais de 50 grupos que fazem diferentes itinerários, que tem nomes definidos e com quilometragem, como cabeça de cavalo (quase 90 quilômetros), água (quase 80 quilômetros) e assim por diante. 

Na manhã deste sábado, o Grupo Clã Destino, que na pedalada anterior percorreu quase 90 quilômetros, chegando a Bilac, nesse sábado fez a águia, com grande parte do percurso em estrada sem pavimentação, o que melhora bastante o conforto térmico.

 

CONSCIENTIZAÇÃO

O Dia Nacional do Ciclista busca conscientizar a sociedade sobre a importância do respeito no trânsito e do cuidado com quem pedala pelas ruas. A data também promove o uso da bicicleta, que é uma prática saudável, além de um meio de transporte sustentável.  A data foi criada para homenagear Pedro Davison, morto em 2006, aos 25 anos, após ser atropelado por um carro que estava acima do limite de velocidade e transitava em local proibido enquanto ele pedalava no Eixo Sul, em Brasília.

 

RAPIDEZ – No asfalto os ciclistas sentem a diferença na temperatura
DIVULGAÇÃO

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Polícia Rodoviária Federal apreende quase uma tonelada de maconha em Penápolis

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – PENÁPOLIS No início da tarde de domingo (26), equipe da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *