EMPREGOS - Segundo a ABQM, cada competição realizada durante a pandemia gerou cerca de 500 empregos

ABQM gera empregos e rende R$ 30 milhões para a economia de Araçatuba

Da Redação – Araçatuba

As competições da ABQM, a Associação Brasileira do Cavalo Quarto de Milha, injetam aproximadamente R$ 30 milhões por ano na economia da região de Araçatuba. O dado foi divulgado através da assessoria de imprensa da associação nesta sexta-feira.
Atualmente, Araçatuba é considerada a capital nacional do cavalo quarto de milha e recebe três competições anuais no parque equestre localizado no recinto Clibas de Almeida Prado. Todos os anos ocorrem, em Araçatuba, o Congresso Brasileiro, Campeonato Nacional e o Potro do Futuro.
Segundo a entidade, cada evento emprega diretamente aproximadamente 500 pessoas. Setores como hotelaria, alimentação, locação de imóveis, postos de combustíveis, prestação de serviço, lazer e comércio estão entre os beneficiados.
De acordo com Franciele Sandi, proprietária de uma empresa de limpeza, cerca de 80 pessoas foram contratadas este ano para trabalhar nas provas em funções como sanitização, limpeza e copa.
Outro empresário, Erivaldo Gomes, dono de uma empresa que fornece serviços terceirizados de portaria, afirmou que mesmo durante a pandemia, a realização das competições foi essencial para os negócios.
“Os eventos abriram novas portas para as empresas da região. Esse reconhecimento nos trouxe maior crescimento nesse mercado. Sem contar o aprendizado adquirido, em provas tão bem organizadas, que ainda geram um significativo fluxo de pessoas na cidade e incrementam os negócios”, destacou.
Nos eventos, o médico e proprietário de uma empresa de saúde, Mohamed Barakat, costuma oferecer toda a sua estrutura de emergência para os competidores e equipes.
“As provas aumentam a mão de obra, empregam várias pessoas, de vários setores, como serviço, saúde, elétrica, movimentam muito a rede hoteleira de Araçatuba e região. Esses eventos também incentivam a gente a investir mais, porque precisamos aumentar a nossa capacidade”, reforça.
Empresário do ramo de eventos da cidade, Phillipe Mascarós afirma que as competições do Quarto de Milha foram retomadas em Araçatuba no momento certo, quando muita gente havia perdido o emprego.
“As provas foram uma salvação para muita gente no período mais crítico da pandemia de Covid-19. A retomada foi fundamental para a saúde financeira dos nossos negócios, propiciando a manutenção de nossos funcionários”, afirma o empresário.
Patrícia Piacente, dona de um restaurante, que emprega cerca de 25 pessoas por provas, também comemora a realização dos eventos do Quarto de Milha.
“Fizeram uma diferença muito grande para a nossa empresa e em nossas vidas. As provas da ABQM geram maior demanda de mão de obra, permitindo a contratação de mais pessoas, o que também garante o alimento na mesa de várias famílias de Araçatuba”, salienta Patrícia.
O empresário e criador de cavalos, das modalidades de Apartação e Ranch Sorting, Juan Perez, precisou até ampliar os negócios com os eventos em Araçatuba.
“Deu uma movimentada incrível na economia, empregando direta e indiretamente pessoas de vários setores. Já fui procurado por vários empreendedores interessados em investir na cidade. A economia de Araçatuba gira muito ao redor do setor agropecuário, então, tem tudo a ver”, assegurou.

Veja também

Atamor fará visitas a hospitais de todo o Brasil a partir de 2022; fundador pede doação de novelos de lã

Diego Fernandes – Araçatuba O grupo Atamor, de Araçatuba, que realiza ações no setor oncológico …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *