20.9 C
Araçatuba
sábado, julho 2, 2022

80% dos internados em leitos pediátricos na Santa Casa estão com síndromes respiratórias; médico faz alerta

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A Santa Casa estava com pelo menos 80% dos leitos de UTI Pediátrica ocupados por pacientes com síndrome respiratória aguda grave. Os dados foram divulgados na manhã desta quarta-feira (25) pela assessoria de imprensa do hospital.

Na noite de terça-feira (24), a mesma assessoria já havia informado o crescimento de casos de asma, gripes, bronquiolites, sinusite e pneumonia em crianças e adolescentes. 

O hospital precisou colocar em prática um plano de contingenciamento, aumento sete leitos na ala, que possuía normalmente 19 leitos. Agora são 26, e todos eles ocupados. Além disso, outras sete crianças permaneciam no pronto-socorro do hospital esperando vaga.

Em depoimento gravado em vídeo, o médico intensivista coordenador do Serviço de Neonatologia e Pediatria da Santa Casa de Araçatuba, Dr. Anderson Azevedo Dutra, afirmou que a baixa imunização natural por conta do período de isolamento tem causado uma maior vulnerabilidade às crianças.

“A Síndrome Respiratória Aguda Grave vem aumentando nos últimos meses em virtude da sazonalidade, e também em virtude da baixa imunização natural que ocorreu nesses dois últimos anos, em virtude de as pessoas terem ficado mais em casa. Isso tem sido descrito na literatura como “salto geracional”, que são esses dois últimos anos infelizmente não preparados para o ponto de vista imunológico”, explicou o médico.

O médico explica que os quadros respiratórios que estão presentes nas crianças internadas são variados. 

“80% das crianças estão internadas com quadros respiratórios. Esses quadros são variados, desde doenças virais agudas até bactérias, pneumonias, houve um aumento muito grande desses casos respiratórios”, explicou. “A internação as vezes se faz necessária porque esses pacientes têm quadros respiratórios moderados a graves, precisando de assistência com oxigênio, cuidados médicos, cuidados de enfermagem”, seguiu.

Para o Dr. Anderson Dutra, é importante que os pais evitem a exposição das crianças, além de vacinar os filhos contra gripe e covid-19, e manter os cuidados já aprendidos durante a pandemia.

“É muito importante que os pais e as famílias observem cuidados de exposição desnecessária de crianças, principalmente pequenas. Evitar aglomeração, uso de máscaras em ambientes mais fechados, e evitar o contato com pessoas doente. A vacinação pela Influenza que começou, temos uma campanha vigente pelo Ministério da Saúde, além da vacina da covid para crianças acima dos 5 anos”, pediu o médico. (Com informações da Assessoria de Imprensa da Santa Casa de Araçatuba)

 

 

Ultimas Noticias