ATENDIMENTO - Trabalho será realizado em conjunto pela equipe técnica da faculdade de Veterinária da FEA

Prefeitura e Ciensp firmam convênio para castração animal no município

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – CASTILHO

A Prefeitura de Castilho iniciará neste próximo mês de março a castração gratuita de animais domésticos (cães e gatos). O projeto vai atender famílias proprietárias de animais residentes nas áreas urbana e rural considerados em situação de vulnerabilidade social. Além destes, as equipes do Centro de Controle de Zoonoses iniciarão um levantamento para castrar cães e gatos que não possuem donos.

A parceria é resultado de um convênio que a Prefeitura assinou com o Ciensp (Consórcio Intermunicipal do Extremo Noroeste Paulista), viabilizando a utilização de profissionais da faculdade de Medicina Veterinária da Fundação Educacional de Andradina (FEA).

Durante reunião realizada o Fábio dos Santos Nogueira, coordenador responsável pelo curso de Medicina Veterinária da FEA, apresentou o projeto que será dividido em três partes, visando atingir o maior número possível de animais do município.

O secretário municipal de Agricultura, José Carlos Justi, e a assessora Cristiane da Silva de Souza Côrrea, que é veterinária e participa das articulações juntamente com o também veterinário doutor Fernando Luiz Jorge, do CCZ, informaram que a expectativa da Prefeitura, é que as ações relacionadas ao cadastramento das famílias comecem já na próxima semana, quando detalhes sobre período de inscrição e documentos necessários, serão amplamente divulgados, utilizando o site oficial da Prefeitura, redes sociais, propaganda volante e também o rádio.

“O controle populacional de animais através da castração, é uma questão tanto de amor, quanto de Saúde Pública e, portanto, é tratada como prioridade pelo prefeito Paulo Boaventura. Estamos alinhados, ainda, às expectativas dos protetores de animais que militam há anos por esta causa”, analisa dr. Fernando Jorge, do CCZ.

 

METODOLOGIA

Ao contrário do processo realizado até o ano passado, a Secretaria de Agricultura aliou-se à FEA (através do Ciensp) e à Secretaria de Saúde (através do CCZ), visando ampliar ao máximo o alcance do programa.

“A ideia é darmos início a uma proposta de Saúde Única, que reúna diferentes setores com objetivo comum. Para isso, as castrações serão constantes e seguindo três linhas de trabalho: com encaminhamento de alguns animais diretamente à Faculdade de Veterinária de Andradina; com a castração diária realizada pela própria equipe técnica do CCZ e, em mutirões regulares, conforme a demanda”, explica José Carlos Justi.

Até que todo o processo tenha início, a sala cirúrgica do CCZ passará por pequenas adequações instrumentais recomendadas pelo doutor Fábio Nogueira para viabilizar os procedimentos diários em conformidade com as normas técnicas.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Mais dois suspeitos de participação nos ataques a bancos de Araçatuba foram presos

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Dois suspeitos de participação nos ataques a bancos de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *