27.1 C
Araçatuba
segunda-feira, junho 27, 2022

Livro Rios do Oeste 2 foca preservação ao meio ambiente, recursos hídricos e mira escolas

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

O Projeto Rios do Oeste 2 busca ampliar a divulgação do potencial dos rios do extremo oeste paulista, entre eles Paraná, Tietê, São José dos Dourados, Aguapei, do Peixe, Paranapanema, Pirapozinho, Anastácio, seus afluentes, entre outros que banham quase sessenta municípios, desde Santa Clara D´Oeste a Rosana e outros na divisa entre os estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso do Sul. 

A obra promete uma repaginação do Livro Rios do Oeste lançado em agosto de 2021, sucesso absoluto, inclusive com exemplares enviados até para o Exterior. De uma forma bastante criativa, a obra idealizada pelo repórter-fotográfico Moisés Eustáquio Oliveira, do Jornal Impacto Online de Andradina, envolve um misto de arte e fotografia, revelando belezas naturais exuberantes, meio ambiente, história, geografia e ciência, despertando interesse para a vida dos rios, da importância da água para o planeta, da fauna e flora. 

O livro aborda as macrófitas aquáticas, assoreamento, mexilhão dourado, pesquisas com arrais e o perigo que elas oferecem, piracema, áreas de preservação permanente, mata ciliares, nascentes, pontes, praias, hidrelétricas, Hidrovia Tietê-Paraná, repovoamento, abastecimento das cidades, ações da Polícia Ambiental e da Fundação Florestal, produção de energia elétrica e os benefícios que os rios proporcionam, invocando aos leitores reflexão acerca de seus aspectos, sejam eles de crítica socioeconômica, olhar turístico, preservação ou contemplativo.

FOCO NAS ESCOLAS E ÓRGÃOS PÚBLICOS

Com seu maior foco nas escolas, bibliotecas, prefeituras, câmaras e outros órgãos públicos, o livro Rios do Oeste 2 destaca o Parque Estadual do Aguapei – um dos últimos locais onde ainda se encontra o cervo do pantanal; o Morro do Diabo; o Instituto Ipê de Pesquisas Ecológicas; a Estação Ecológica Mico Leão Preto; as Estâncias Turísticas e MITs; psicultura e frigorífico de peixe; torneios de pesca, lazer e entretenimento no chamado ‘turismo de água doce´.

CONSCIENTIZAÇÃO E PRESERVAÇÃO

Segundo o autor, a conscientização da população para a preservação do potencial hídrico e meio ambiente de modo geral é urgente e necessária, uma questão de sobrevivência. A contribuição vem de todas as áreas. 

“A cultura está mais engajada do que nunca e é a trincheira fundamental nesse processo. Uma obra que pretende mostrar o potencial dos rios que banham essa região, alertando para a necessidade de sua preservação e a manutenção de suas águas sem poluição, reveste-se de fundamental importância a todos. Sabemos que não sobrevivemos em águas, mas a maioria das pessoas não pratica o consumo racional”, destaca Moisés Eustáquio.

POTENCIAL HÍDRICO

O Livro Rios do Oeste 2 mira o potencial dos rios do extremo noroeste paulista e alta paulista, oferecendo conteúdos de caráter educativos focados no Meio Ambiente e na Natureza, bem como na conscientização dos leitores sobre a necessidade de se preservar nossas fontes de água. 

A obra terá 272 páginas, capa dura, dezenas de imagens captadas em mais de 50 municípios da região e com previsão de lançamento para julho deste ano. “Já estamos na fase final de ajustes e correções de textos e captação de imagens para iniciar a diagramação”, afirma o autor, empolgado com a adesão dos municípios, além de várias empresas. “Só lamento a falta de visão de alguns poucos secretários municipais de Educação para com o contexto do livro, na minha avaliação, fundamental para o conhecimento dos alunos”, lamenta Moisés Eustáquio, há 40 anos na imprensa regional, autor de várias exposições fotográficas e amplo divulgador das potencialidades regionais.  

BELEZAS – Rio do Oeste mostra belas paisagens pelas lentes do repórter-fotográfico
MOISÉS EUSTÁQUIO DE OLIVEIRA

Ultimas Noticias