AGILIDADE - Equipamento agiliza - procedimento operacional, diminuindo tempo de execução dos serviços - ALEXANDRE PARDIM

Concessionária utiliza novo equipamento para desobstrução de redes de esgoto

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

Muita gente não sabe, mas a obstrução de uma rede de esgoto é um problema recorrente em Andradina. A causa desse entupimento das tubulações é, geralmente, devido ao descarte de lixo pelo ralo da pia ou vaso sanitário como óleo de cozinha usado, embalagens de produtos de higiene, preservativos, absorventes entre outros objetos.

Segundo informações da Águas Andradina, são emitidas todos os meses cerca de 40 ordens de serviço para desobstrução em vários pontos da cidade. Diante desse cenário, a concessionária passou a utilizar esta semana o Mini Hidro, um equipamento composto por um reservatório, com capacidade de armazenamento de mil litros de água, uma bomba de água de alta pressão e uma mangueira com 100 metros de comprimento acoplados a um caminhão multifuncional. Antes, esse trabalho era realizado de forma manual com varetas mecânicas.

“Com esse novo recurso, o tempo de execução das desobstruções será menor, de 30 a 40 minutos, além de ser uma ferramenta importante para melhorar ainda mais o desempenho da nossa equipe operacional.”, explica o diretor geral da Águas Andradina, Antonio Hercules Neto.

Manter o bom funcionamento das redes de esgoto do município é uma das premissas da concessionária, já que elas são responsáveis por levar o esgoto dos imóveis da cidade até as estações de tratamento. Desobstruir as tubulações é essencial para evitar o transbordamento nas ruas ou até mesmo retorno do esgoto aos ramais residenciais.

 

Esgoto não é lixo

A concessionária reforça que a rede de esgoto não é projetada para descarte de resíduos sólidos, e quando acontece pode gerar obstruções e acarretar problemas tanto na rede de quanto nas estações de tratamento de esgoto da cidade.

Por isso é preciso que restos de comida, etiquetas de alimentos, embalagens, preservativos, pó de café, fios de cabelo e óleo de cozinha sejam descartados no lixo e não pelo ralo do efluente.

 

 

 

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Aumento de casos e internações por Covid-19 preocupa Paulo Boaventura

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – CASTILHO Ao tomar conhecimento das decisões adotadas pelo Comitê de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *