14.4 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 18, 2022

Cidades da região registram mais nascimentos e casamentos em janeiro; óbitos caem

DIEGO FERNANDES

As quatro principais cidades da região de Araçatuba (Araçatuba, Birigui, Andradina e Penápolis) registraram aumento no número de casamentos e nascimentos de bebês no primeiro mês de 2022. Em compensação, o número de óbitos caiu em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os dados foram compilados pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL junto ao Portal da Transparências do Registro Civil, que conta com dados de 7.658 Cartórios de Registro Civil do País, e que é administrada pela Arpen-Brasil, a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais.  

O aumento mais expressivo foi no número de casamentos. Houve um aumento de 13% no índice de pessoas que contraíram matrimônio no período. Em janeiro de 2022 foram 191 casamentos registrados, contra 169 no mesmo mês do ano anterior. 

As cidades de Araçatuba e Andradina tiveram crescimento nestes dados. Enquanto em Araçatuba foram 27 casamentos a mais no primeiro mês deste ano (96 contra 69), em Andradina o aumento foi de 9 matrimônios (32 contra 23). 

Já Birigui teve queda de 11 registros (52 contra 63) e Penápolis registrou três casamentos a menos (11 contra 14). 

Com relação aos nascimentos de bebês, as quatro principais cidades da região receberam 22 recém-nascidos a mais no primeiro mês deste ano. Foram 425 crianças que vieram ao mundo em janeiro, contra 403 no mesmo mês do ano passado. O aumento foi de 5,5%.

Em Penápolis houve o maior crescimento, foram 69 bebês nascidos em 2022 contra 55 nos primeiros 31 dias de 2021. Birigui e Andradina também tiveram crescimento nos dados. Em Birigui foram 109 este ano e 99 no ano passado, já em Andradina foram 63 neste ano e 58 no ano passado.

A única cidade com queda neste índice foi Araçatuba, ainda sim foi o local que mais registrou nascimentos de bebês. Foram 184 recém-nascimentos em janeiro deste ano, sendo que ano passado foram 191. 

Óbitos

As quatro cidades da região tiveram uma queda de 16,5% no número de óbitos, por todos os motivos, no primeiro mês do ano. Foram 402 registros no ano passado contra 336 deste ano

A maior das quedas foi observada em Birigui, que em janeiro do ano passado teve 124 registros de óbitos, sendo que para este ano o número baixou para 72.

Também houve queda em Araçatuba, que teve 173 óbitos em janeiro de 2021 e neste ano teve 152. Em Andradina, a queda foi menor, foram 53 mortes neste ano e 55 no ano passado. 

Apenas Penápolis teve número maior de óbitos neste ano. Em 2021, o mês de janeiro teve 50 registros, já em 2022 foram 59. 

Mesmo assim, houve um crescimento de mortes por doenças do coração em Araçatuba neste primeiro mês do ano, além do aumento de óbitos também por insuficiência respiratória.

O presidente da Arpen-Brasil, Gustavo Fiscarelli, comentou o fato. 

“Ainda não se conhecem todos os efeitos das novas variantes da covid-19, em especial da ômicron, que, diante do aumento de casos no último mês, parece ser a causa do crescimento de óbitos de outras doenças, como a pneumonia, doenças do coração e septicemia”, afirmou.

 

 

Ultimas Noticias