DEFINIÇÃO - Audiência pública pode ser realizada ainda este mês DIVULGAÇÃO

Andradina espera agendamento de audiência pública para criação de microrregião

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Desde que foi realizada a audiência pública para discutir a criação do aglomerado urbano de Araçatuba, em maio deste ano, que deixou de fora os municípios da região de Andradina, as autoridades da cidade e de municípios vizinhos esperam o agendamento da audiência pública para discutir a criação da microrregião de Andradina, que deverá denominar-se “península dos grandes lagos”. A reportagem apurou que há expectativa da audiência pública ser realizada ainda este mês com a presença do secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi e do vice-governador Rodrigo Garcia.

Há vários meses o governo do Estado vem discutindo a redivisão geopolítica de São Paulo em um amplo estudo com a participação da Fundação Seade e da Secretaria de Desenvolvimento Regional. Está sendo proposta a criação de regiões metropolitanas (como São José do Rio Preto), aglomerados urbanos (como Araçatuba) e microrregiões. Municípios com características econômicas semelhantes fazer parte de um mesmo grupo. Com isso, a ideia é potencializar os investimentos do Estado e até mesmo atrair novos empreendimentos, sempre com o pensamento regionalizado.

Embora nenhum estudo de Andradina tenha sido divulgado e a Secretaria de Desenvolvimento Regional mantém o sigilo até a realização da audiência pública, quando os estudos são apresentados, a reportagem apurou que a microrregião de Andradina terá aproximadamente 20 municípios. Chegou a ser citado o número de 18 cidades. Atualmente a região de Andradina é composta por 12 cidades. Portanto, alguns municípios que pertenciam à região de Araçatuba e que ficaram de fora do aglomerado urbano, podem compor a nova microrregião.

 

Veja também

Construtora utiliza reciclador de entulho em obras e entrega edifícios com captação de água da chuva

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA A sustentabilidade e a convivência entre o desenvolvimento e o meio …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *