20.2 C
Araçatuba
sexta-feira, junho 24, 2022

Tribunal de Justiça condena mais dois réus envolvidos no assalto à Protege

A Justiça condenou mais dois réus envolvidos no assalto à Protege, em Araçatuba. Além disso, em julgamento realizado no último dia 17 de janeiro, o Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação e a prisão cautelar de Roberto Bezerra dos Santos, um dos réus do caso. A pena do total do acusado foi de 80 anos, dez meses e 26 dias de prisão.

O TJSP deu provimento ao recurso do Ministério Público e condenou o réu Rogério Bezerra dos Santos a pena total de 82 anos, três meses e nove dias de reclusão. Outro réu condenado foi Luken César Burgui, a 46 anos, 11 meses e dez dias de reclusão, já que foi reconhecida a participação de menor importância.

Tanto Rogério quanto Luken encontram-se soltos, mas a Justiça decretou a prisão cautelar deles, mas até o fechamento dessa edição não foram localizados pela polícia. No curso do processo, eles foram soltos.

Há duas semanas, a Justiça havia condenado Regis Fred de Souza, preso em nove de março de 2021 em São Carlos. O réu se apresentou em 2017 como Assis Rocha Galvão, pessoa esta já falecida há vários anos. A somatória das penas dos vários crimes cometidos chegou a 87 anos de prisão em regime fechado

Outros oito denunciados pelo Ministério Público foram condenados pela Justiça por participação nos crimes praticados nos autos principais, todos encontram-se presos, entre eles: Sérgio Manoel Ramos, Edimar Murilo da Silva Maximiano, André Luiz Pereira da França, Ramon Alves Ornelas, Edsn Januário de Souza, Roni Alves de Oliveira, Marco Antônio Rodrigues Antonieto e Wilson Evaristo Franco.

Já nos autos desmembrados foram condenados mais dois réus: Agnaldo Francisco da Silva Pereira e Ânderson Manoel de Souza. Ambos também foram condenados por envolvimento no assalto à Rodoban em Uberaba (MG). Outro réu condenado foi Roberto Bezerra dos Santos. Já o denunciado Edson Vieira da Silva continua foragido.

Ultimas Noticias