Sete meses depois, incêndio volta a destruir cooperativa de reciclagens

Compartilhe esta notícia!

Sete meses depois de um incêndio destruir toda a estrutura e materiais recicláveis da Cooper Araçá, um centro de reciclagem ao lado do aterro municipal de Araçatuba, uma nova ocorrência do tipo foi registrada na madrugada dessa sexta-feira (23) no local. A suspeita é a de que o fogo tenha sido criminoso. As causas serão investigadas pela Polícia Civil.

Ao todo são 19 pessoas que trabalham no local, principalmente mulheres. Elas custavam a acreditar no que havia acontecido, já que o mesmo local foi atingido por um incêndio no ano passado. “Eu cheguei para trabalhar às 6h30, fui colocar a minha marmita no marmiteiro e o meu colega falou que nem adiantava, porque a gente estava sem energia. Foi aí que ele me disse que tinha acontecido o incêndio. Eu não acreditei, comecei a chorar, é o mesmo pesadelo se repetindo”, contou uma trabalhadora, bastante emocionada, à reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL.

O prejuízo estimado é de mais de R$ 500 mil só de maquinário, já que as chamas destruíram a esteira e a prensa utilizadas no trabalho dos recicladores. Além disso, todo o material acumulado ao longo de abril foi perdido. “Nós vendemos os produtos ao fim do mês, então o nosso estoque ficou todo queimado, estamos sem salário este mês. Como vamos fazer para pagar as nossas contas?”, perguntou a tesoureira do centro de reciclagem Júnia Oliveira.]

FOGO

As equipes do Corpo de Bombeiros foram acionados e conseguiram controlar o fogo alguns minutos depois, mas pouca coisa sobrou. Toda a estrutura do centro foi comprometida. Ninguém ficou ferido. O laudo pericial deverá ficar pronto em até 30 dias para auxiliar nas investigações.

A Prefeitura de Araçatuba informou, por meio do secretário de Meio Ambiente, Lucas Protto, que já está em andamento um estudo para aumentar a segurança do local, como a instalação de câmeras de monitoramento e até mesmo de cercar toda a área.

HISTÓRIA

A Cooper Araçá é uma Cooperativa de Coleta Seletiva, Beneficiamento e Transformação de Materiais Recicláveis, localizada ao lado do aterro sanitário, situado na Estrada Artista Quatrocentos e Cinquenta, 1-679. A Cooperativa foi criada em 2011, e atualmente proporciona o sustento de 19 famílias cooperadas que realizam a triagem, o processamento e a venda dos materiais, garantindo a renda mensal de todo cooperado.

Assim como esse incêndio, o primeiro ocorrido em setembro de 2020 também teria sido criminoso, inclusive há a hipótese dos dois terem sido cometidos pela mesma pessoa. Para tentar amenizar os prejuízos e auxiliar as famílias que ficaram sem salário neste mês por conta do incidente, uma vaquinha virtual foi criada a fim de serem feitas doações aos trabalhadores do local. O link já está disponível para acesso: www.vakinha.com.br/vaquinha/reconstrucao-cooper-araca-19-familias-precisam-de-sua-ajuda

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Homem condenado no Rio de Janeiro é preso em Três Lagoas

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS Pouco depois das 6 horas dessa quinta-feira, em …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *