Mulher procurou o plantão policial para denunciar o companheiro

Pedreiro é preso depois de furtar toda fiação elétrica de residência

Compartilhe esta notícia!

Um pedreiro de 36 anos foi preso em flagrante na tarde de quinta-feira (14) depois de furtar objetos dentro de uma residência localizada na rua Walmir Bertelli, pelo bairro Água Branca 3. Os policiais militares viram o momento em que o suspeito tinha acabado de deixar o imóvel com os produtos dentro de uma carriola.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, as equipes estavam em patrulhamento de rotina quando foram chamadas pelo Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para o atendimento de furto em andamento pelo endereço. Chegando lá, os PMs receberam informações dos populares de que o indiciado tinha deixado o local com a carriola e lá dentro vários fios de energia elétrica.

A viatura passou a patrulhar e localizou o autor alguns minutos depois entrando em uma casa em construção pela rua Aurea de Oliveira dos Santos, no mesmo bairro. Durante a revista, a polícia localizou mais de 200 metros de fios, um quadro de disjuntores, uma faca e um martelo.

O suspeito confessou a prática criminosa. O proprietário da residência reconheceu os objetos e disse que fez algumas reformas no imóvel e o investigado destruiu grande parte dele para praticar o furto. A área teve que ser isolada para o trabalho da perícia técnica. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias. Diante das evidências, o pedreiro recebeu voz de prisão e foi levado até a Central de Flagrantes para prestar esclarecimentos.

O delegado plantonista manteve a prisão por furto qualificado e o deixou à disposição da Justiça. Ele foi transferido na manhã dessa sexta-feira (15) para a cadeia pública de Penápolis, onde deverá aguardar vaga em alguma unidade prisional da região. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento às investigações.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Operação prende 13 pessoas ligadas ao tráfico de drogas na região

Compartilhe esta notícia!FOTO CEDIDA: JOSIANE LORENSETTI Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Mitar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *