Pai agride filho com socos e vídeo causa revolta na internet

Compartilhe esta notícia!

A Polícia Civil de Birigui, por meio da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) está investigando um autônomo de 31 anos depois da postagem de um vídeo em que ele aparece agredindo o filho, de apenas oito anos de idade, com socos dentro de um carro na cidade. O autor publicou as imagens no próprio perfil do Instagram e chegaram até aos investigadores. Além disso, a mãe da criança e ex-mulher do investigado, de 24 anos, procurou a delegacia para prestar queixa de violência doméstica.

Conforme informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o autônomo manteve um relacionamento instável com a mulher por determinado período de tempo e sempre demonstrou comportamento agressivo. Há alguns meses, os dois romperam a relação definitivamente e, desde então, dividiam a guarda do filho, ou seja, em determinada semana ficava com o pai e em outra, com a mãe.

Acontece que as agressões só foram descobertas depois que o autônomo publicou um vídeo em uma rede social. Nas imagens é possível ver quando ele dá um soco no filho e diz que “a vida te pega desprevenido”. Em seguida, o homem continua com as agressões e diz: “olha a vida batendo. A vida bate doído. Você vai ser fraco, mano?”. O menino também rebate com socos, mas o pai continua com mais agressões.

A reportagem apurou que isso seria comum entre a relação de pai e filho, mas só foi descoberto agora, com a publicação do vídeo. A criança trata como algo normal quando perguntada e não teria noção da gravidade da violência sofrida ao longo dos meses.

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Na manhã da última quarta-feira (11), a mãe da criança procurou a Polícia Civil depois de ter sido agredida pelo autor. Ela contou em depoimento aos investigadores que o homem foi até a casa em que ela mora e tiveram uma discussão por conta da guarda do filho. Em determinado momento, o suspeito a agrediu fisicamente e também agrediu o menino. Ambos ficaram com lesões e hematomas pelo corpo.

O autônomo também teria empurrado o segundo filho da jovem, este fruto de outro relacionamento, de apenas dois anos de idade. A Polícia Militar foi acionada, mas quando chegou ao endereço já não mais encontrou o agressor e orientou a vítima a comparecer na delegacia para registrar boletim de ocorrência.

O delegado responsável pelas investigações, Nilton Marinho, contou à reportagem que abriu inquérito para dar prosseguimento às apurações e já ouviu o depoimento da mãe. A partir de agora existe a expectativa da apresentação do investigado para posterior interrogatório. Além disso são aguardados os laudos feitos no IML (Instituto Médico Legal).


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Polícia Rodoviária Federal apreende quase uma tonelada de maconha em Penápolis

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – PENÁPOLIS No início da tarde de domingo (26), equipe da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *