Home Plantão Policial Mulher condenada por tráfico é presa com cocaína, maconha e munição

Mulher condenada por tráfico é presa com cocaína, maconha e munição

4 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

Uma auxiliar de limpeza de 32 anos de idade foi presa em flagrante no fim da tarde de quarta-feira (12) depois de ser encontrada perto da residência onde mora, na rua José Mauricio de Souza, no bairro Águas Claras, com drogas e munições. O caso ocorreu em Araçatuba.

 

De acordo com informações do boletim de ocorrência, os policiais militares da Força Tática faziam patrulhamento de rotina nas imediações quando receberam informações de que a indiciada estaria nas proximidades comercializando entorpecentes. Diante dessas denúncias, as equipes foram até o endereço para averiguar a veracidade.

 

Chegando perto do local, a polícia realmente avistou a suspeita com as mesmas características repassadas. Ela foi abordada, mas em um primeiro momento nada de ilícito foi encontrado em seu poder. Ela deu um nome aos PMs e disse que morava no bairro Vilela, zona norte do município. Acontece que a Força Tática já sabia que a mulher morava a cerca de quarenta metros do local da abordagem.

 

Eles encontraram um molho de chaves em seu poder e foram até a referida residência e conseguiram abrir as portas, comprovando que tudo não passava de mentira. Pressionada, a suspeita acabou revelando o verdadeiro nome e que realmente morava ali. Ela alegou que era procurada pela Terceira Vara Criminal do município, após uma condenação por tráfico de drogas, e por isso mentiu.

 

Em uma vistoria feita no interior do imóvel, a polícia encontrou uma sacola plástica dentro do guarda-roupas da auxiliar com uma pedra de pasta base de cocaína, 13 pinos contendo o mesmo entorpecente, oito porções de maconha, 22 cartuchos de calibre 380, além de mais dez cartuchos de calibre 38. Os policiais também encontraram com a autora duas balanças de precisão, folhas contendo a contabilidade do tráfico e centenas de microtubos vazios.

 

A indiciada não repassou detalhes a respeito da prática criminosa. Ela apresentou um RG falso que utilizava o nome de outra mulher, justamente com o conhecimento de que estava foragida. Ela foi apresentada na Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. O delegado plantonista manteve a prisão por tráfico de drogas e a deixou à disposição da Justiça.

 

A mulher passou por audiência de custódia na manhã de quinta-feira (12) e depois foi transferida para uma unidade prisional feminina da região. A Polícia Civil abriu inquérito pelo terceiro distrito policial para dar andamento às investigações sobre a ocorrência.


Compartilhe esta notícia!